Twitter lança conjunto de dados sobre a COVID-19 para desenvolvedores

Por Natalie Rosa | 01 de Maio de 2020 às 08h30
BBC

Em mais uma iniciativa de combater a propagação de notícias falsas, principalmente em um cenário delicado de pandemia no qual estamos vivendo, o Twitter acaba de anunciar uma novidade. A rede social revelou que está atualizando a sua plataforma de API para que pesquisadores e desenvolvedores estudem conversas públicas sobre a COVID-19.

O programa Developer Labs do Twitter revelou que desenvolvedores aprovados poderão acessar tweets relacionados à doença provocada pelo novo coronavírus, em vários idiomas, resultando em um conjunto de dados que deve incluir dezenas de milhões de tweets diariamente.

Esses dados poderão ser usados para a pesquisa de uma variedade de tópicos sobre a doença, como a disseminação do vírus e da desinformação, gerenciamento de crises dentro das comunidades, ou ainda criar ferramentas de aprendizado de máquina e dados que possam ajudar a comunidade científica na resposta de perguntas importantes sobre a COVID-19.

A responsabilidade de qualificar quais tweets entrarão nesse conjunto de dados é o próprio Twitter, que fará a seleção com base em termos como "COVID-19" ou "coronavírus", incluindo hashtags. Também será feita uma filtragem do fluxo de dados para excluir conteúdos de baixa qualidade e spams.

Imagem: Reprodução

Desenvolvedores interessados em ter acesso esses dados devem informar ao Twitter, com detalhes, quais são os seus planos, assim como experiência de trabalho com big data e os recursos disponíveis que eles possuem para poder processar o conjunto de dados. Profissionais com essas questões mais definidas serão priorizados.

O recurso já deve estar disponível e os testadores devem ter uma conta de desenvolvedor aprovada, de acordo com os termos de uso do Twitter. "Conversas públicas podem ajudar o mundo a aprender mais rápido, resolver melhor os problemas e perceber que estamos nessa juntos", contou Jack Dorsey, CEO da rede social.

Os desenvolvedores já podem se cadastrar neste link.

Fonte: Tech Crunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.