Publicidade

Raro morcego albino surpreende especialistas em Piracicaba

Por| Editado por Luciana Zaramela | 03 de Fevereiro de 2023 às 15h09

Link copiado!

CreativeNature_nl/Envato
CreativeNature_nl/Envato

Na última quarta-feira (1), a Secretaria Municipal de Saúde de Piracicaba registrou a aparição de um raro morcego albino da família Mollossidae, espécie Eumops glaucinus. O animal foi identificado pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). A espécie é tão rara que, até então, só tinha dado as caras no Brasil uma vez.

Conforme aponta o comunicado da Secretaria Municipal de Saúde de Piracicaba, os animais albinos raramente conseguem alcançar a idade adulta, porque podem ser acometidos por queimaduras ou câncer de pele e também são facilmente vistos por predadores devido à coloração branca.

Na ocasião, o Centro de Controle de Zoonoses foi acionado para recolher um morcego branco encontrado no quintal de uma residência. A equipe foi até o local e confirmou o morcego da coloração branca, recolheu o animal e o levou para devida identificação no laboratório.

Continua após a publicidade

A equipe conta que o animal foi devidamente identificado como albino por meio de chave taxonômica, um ramo da biologia que descreve, identifica e nomeia os seres vivos de acordo com os critérios como aspectos morfológicos, genéticos, fisiológicos e reprodutivos.

Através da técnica, os cientistas identificaram uma condição promovida por mutação genética, onde não há a produção de melanina pelas células do corpo do animal.

A espécie se alimenta de insetos e é muito comum em centros urbanos. Segundo os especialistas, costuma viver em frestas de edificações, juntas de dilatação, rufos e sob folhas de palmeiras, e se dividir em pequenas colônias com poucos machos que formam haréns com várias fêmeas, geralmente em períodos reprodutivos.

Continua após a publicidade

A Secretaria Municipal de Saúde de Piracicaba reitera que existem duas famílias de morcegos verdadeiramente brancos no mundo, sendo os da família Phyllostomidae, conhecidos popularmente como Morcego-branco-de-honduras, e os da família Emballonuridae, conhecidos também como morcegos-fantasmas — inclusive presente no Brasil, mais especificamente na floresta Amazônica, em alguns estados da região norte, e na mata atlântica, nos estados da Bahia e Espírito Santo.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de Piracicaba