RadVid19 | HC cria plataforma com base em IA para o diagnóstico de COVID-19

Por Natalie Rosa | 06 de Maio de 2020 às 22h00
George Washington University Hospital

Cientistas do Hospital das Clínicas (HC) estão fazendo a sua parte no combate à COVID-19, doença provocada pelo novo coronavírus, criando uma plataforma para ser usada como referência no momento do diagnóstico. Chamada de RadVid19, o projeto reúne dados sobre casos de todo o país, enviados por radiologistas, usando imagens de radiografia e tomografia da região do tórax em busca de padrões.

Giovanni Guido Cerri, presidente do Instituto de Radiologia (InRad) e do Conselho de Inovação do HC da Faculdade de Medicina da USP, contou que o hospital vem sendo referência no diagnóstico de COVID-19 e também do tratamento de casos graves. O profissional ressalta que a RadVid19 deve complementar os conhecimentos de radiologistas de todo o Brasil.

"Decidimos fazer uma plataforma para que os radiologistas brasileiros conseguissem enviar seus casos para esse banco de dados, de forma a criarmos um padrão nacional da COVID-19 através de tomografia computadorizada e radiografia de tórax, que é a região onde a doença manifesta seus quadros clínicos mais graves. O objetivo é permitir uma identificação mais rápida e precisa dos casos suspeitos de COVID-19", conta Cerri.

Tomografia tórax (Imagem: Reprodução IAEA)

Com ajuda da inteligência artificial, quando a plataforma está com uma quantidade suficiente de casos registrados, um algoritmo avalia caso a caso em segundos, avisando os radiologistas sobre uma suspeita de contaminação ou oferecendo um pré-laudo ao paciente. A plataforma ainda é alimentada com dados sobre os estágios de evolução da doença, fazendo associações entre quadros radiológicos e condições clínicas e laboratoriais de cada pessoa.

"Isso já pode sinalizar um caso suspeito e sua gravidade antes do diagnóstico definitivo de coronavírus, mobilizando a equipe assistencial para a internação e suporte com antecedência, já que o exame pode demorar dois, três dias, até ficar pronto", comenta o professor. A plataforma ainda contará com informações que permitirão identificar um padrão brasileiro de acordo com diferenças sociais e regionais.

A RadVid19 foi implementada na semana passada em algumas regiões de São Paulo. 

Fonte: Jornal da USP

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.