Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Pedra no rim: maior cálculo renal do mundo é removido no Sri Lanka

Por| Editado por Luciana Zaramela | 15 de Junho de 2023 às 18h33

Link copiado!

nunezimage/envato
nunezimage/envato

Na última semana, a maior pedra no rim foi removida de um homem no Sri Lanka. O cálculo renal “gigante” media 13,372 centímetros e pesava 801 gramas, o que deveria causar inúmeros desconfortos para o paciente. No entanto, detalhes sobre a sua saúde pré-cirurgia não foram divulgados. Sabe-se que esta é uma das cinco dores mais intensas que o corpo humano pode sentir.

A maior pedra no rim do mundo foi removida pela equipe médica de um hospital do exército do Sri Lanka, localizado na cidade Narahenpita. Após analisar o caso, o recorde foi incluído no Guinness World Records. Este cálculo é oficialmente o maior e o mais pesado já registrado na história.

Continua após a publicidade

A maior pedra no rim já removida

Antes da maior e mais pesada pedra do rim ser removida no Sri Lanka, o Livro dos Recordes considerava outros dois marcos (já ultrapassados). O título de maior cálculo renal era proveniente da Índia (2004), medindo 13 cm. Enquanto isso, o mais pesado tinha 620 g e foi identificado no Paquistão (2008). Para se ter uma ideia, a média de tamanho do rim humano é 12 centimetros, e o peso gira em torno de 150 gramas.

Complicações da pedra nos rins

Embora entrar para o Guinness World Records seja algo considerado bom, viver com uma pedra no rim nessas proporções deve ter sido um desafio e tanto. Segundo o Ministério da Saúde, estes são os sintomas mais comuns relatados por quem convive com pedras "normais":

  • Dores fortes, que começam nas costas e irradiam para o abdômen em direção à virilha;
  • Náuseas e vômitos;
  • Sangue na urina;
  • Redução do fluxo urinário;
  • Necessidade de urinar com mais frequência;
  • Infecções urinárias recorrentes.

Diferente do caso do paciente do Sri Lanka, a pedra no rim não precisa ser obrigatoriamente removida em cirurgias. Existem métodos menos invasivos, dependendo das dimensões do cálculo. É o caso da cirurgia endoscópica a laser, onde o cirurgião remove a pedra com ajuda de um feixe de laser, sem a necessidade de incisões, já que o tubo entra pela uretra do indivíduo. Em outros casos, nem mesmo a operação é necessária, podendo ser eliminada através da urina. Basicamente, tudo depende do tamanho do cálculo e da avaliação médica.

Fonte: Guinness World Records, Exército do Sri Lanka, HRim e Ministério da Saúde