Novo vírus da gripe com potencial pandêmico é encontrado em porcos na China

Por Fidel Forato | 30 de Junho de 2020 às 14h45

Enquanto o mundo ainda enfrenta a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), com mais de 10 milhões de casos da COVID-19, agora, uma nova cepa do vírus da gripe foi identificada por um grupo de cientistas, na China, em porcos. A novidade recém-descoberta pode ter potencial para se tornar uma segunda pandemia, já que esse vírus pode infectar humanos, também.

Por enquanto, os pesquisadores chineses tentam entender melhor essa descoberta e impedir que o vírus sofra mutações ainda maiores, o que poderia causar, por exemplo, melhor capacidade de infecção e transmissão de pessoa para pessoa. Em última escala, isso poderia terminar em um novo surto global a partir do novo vírus — chamado, provisoriamente, de G4 EA H1N1.

Novo vírus da gripe é encontrado em porcos na China e podem infectar humanos (Imagem: Reprodução/Pixabay)

Como é um novo vírus, igual foi o coronavírus no final de 2019, as pessoas não têm imunidade e nem seus sistemas imunológicos estão preparados para a infecção desse patógeno. Nesse sentido, os riscos são maiores, por isso, é necessária uma rápida contenção desse agente viral. De acordo com o artigo publicado na revista PNAS, medidas para controlar esse vírus em porcos e o monitoramento rigoroso dos trabalhadores de fazendas suínas devem ser, rapidamente, implementados.

A partir das análises iniciais do vírus encontrado na China, os pesquisadores perceberam que ele pode crescer e se multiplicar nas células que revestem as vias aéreas humanas. Além disso, foram descobertas evidências dessa infecção em trabalhadores que atuavam nos matadouros e na indústria suína da China.

Pode ser uma nova pandemia?

Sim, o vírus da gripe que está em constante mutação é sempre uma ameaça por sua capacidade de se propagar e, anualmente, afeta centenas de milhares de pessoas. É exatamente por isso que essa nova cepa de influenza está sendo monitorada por especialistas, mesmo que o mundo continue enfrentando a pandemia do "novo" coronavírus.

Na recente história da humanidade, a última pandemia causada pela gripe foi o surto de gripe suína, em 2009, que começou no México. Felizmente, a doença foi menos mortal do que se previa inicialmente, isso porque descobriu-se que algumas pessoas mais idosas tinham alguma imunidade a esse vírus da gripe, provavelmente era semelhante a uma outra cepa da gripe que tinha circulado antes.

Atualmente, esse vírus da gripe suína, de 2009, chamado de H1N1pdm09, não é nem de longe uma ameça para a humanidade. Isso porque ele é combatido pela vacina contra a gripe que é aplicada anualmente em milhões de pessoas em todo o mundo.Provavelmente, esse será o caminho tomado contra a recente descoberta, também.

Afinal, a nova cepa de gripe encontrada na China é bastante semelhante à da gripe suína de 2009, mas por enquanto não representa uma ameaça. No entanto, o professor Kin-Chow Chang e sua equipe de pesquisadores recomendam atenção com ele. De acordo com Chang, da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, "no momento, estamos distraídos com o coronavírus, e com razão. Mas não devemos perder de vista novos vírus potencialmente perigosos".

Segundo o professor James Wood, chefe do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, a descoberta "vem como um lembrete salutar" de que a humanidade está sob o risco do surgimento de patógenos sempre e de que animais de criação, como os porcos, também podem ser uma potencial fonte de vírus pandêmicos.

Fonte: BBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.