COVID-19: Correios suspendem alguns serviços e anunciam medidas de prevenção

Por Alberto Rocha | 21 de Março de 2020 às 15h00

Com a paralisação das atividades de instituições pelo país e adoção de home office por várias empresas, surgiu a preocupação quanto aos serviços de entregas, entre eles os Correios. Em comunicado oficial na última sexta-feira (20), a estatal informa a seus colaboradores e clientes quais são as medidas adotadas para enfrentar a pandemia da COVID-19.

A princípio não há uma definição sobre o funcionamento das agências, que permanecem funcionando no horário normal até que se tenha um posicionamento do governo federal. Contudo, algumas restrições são tomadas como a desativação dos totens de atendimento, maior espaço entre cliente e atendente, além da dispensa de assinatura do destinatário na entrega de objetos postais.

O comunicado diz ainda que a entrega e coleta de malotes será feita de forma simultânea em única visita diária "para melhor aproveitamento da força de trabalho".

Serviços premium estão suspensos

A princípio somente as modalidades Premium, Marketing Direto, Telegrama, bem como o pagamento de indenizações por atraso para todos os serviços nacionais e internacionais ficam suspensos. Outros como Sedex e PAC continuam funcionando regularmente, mas com contingente reduzido.

"Os Correios permanecem acompanhando e seguindo as orientações governamentais do Ministério da Saúde. Havendo novo direcionamento, a estatal ajustará de imediato as medidas preventivas e procedimentos e fará a devida divulgação ao público. Os Correios colocam-se à disposição pelos telefones 3003-0100 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 725 7282 (demais localidades), ou pelo site”, revela trecho da nota.

Vale ressaltar que também foram adotadas medidas internas para proteger os colaboradores, como a realização de trabalho remoto por empregados classificados em grupos de risco, suspensão de reuniões ou eventos externos, tal como cuidados de higiene reforçados nas unidades.

Fonte: Correios  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.