Cientistas querem modificar DNA humano diretamente nos espermatozoides

Por Felipe Ribeiro | 26 de Agosto de 2019 às 19h00

Alguns cientistas de Nova Iorque estão testando técnicas ousadas para controle de DNA humano. De acordo com reportagem do site NPR, estes profissionais realizaram experimentos laboratoriais em que foi possível modificar o código genético de espermatozoides, usando a técnica de edição genética CRISPR. Consequentemente, com a edição, essas mudanças podem ser passadas de geração para geração.

A técnica poderia ajudar os médicos a encontrarem novas maneiras de prevenir a infertilidade masculina e a consertar mutações genéticas que causam doenças que os homens transmitem aos filhos. "Alguém que tem uma certa anomalia genética carregada em seu genoma pode removê-la com esse experimento. Teoricamente, em princípio, isso seria um benefício importante para a sociedade", disse Gianpiero Palermo, diretor do laboratório de medicina Weill Cornell, onde esse experimento está sendo conduzido.

Os cientistas aplicam uma corrente elétrica no espermatozoide para afrouxar o DNA e facilitar a edição do código genético original. Isso ocorre dessa maneira porque o material genético está muito bem embalado no núcleo de cada gameta masculino.

O processo ainda está em fase de experimentos e sua eficácia não está comprovada.

Fonte: NPR

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.