Cientistas descobrem substância para combater a malária com a ajuda da IA

Por Redação | 29 de Janeiro de 2018 às 11h56
VideoBlocks

A malária é uma das doenças mais perigosas existentes e causa a morte de cerca de 500 mil pessoas por ano. Por ser causada por um parasita resistente, o plasmódio, as medicações usadas para o tratamento não são mais tão eficazes, deixando em risco a vida dos infectados.

Mas de acordo com uma publicação feita na Scientific Reports, cientistas se uniram à Inteligência Artificial e descobriram que o triclosan, um componente já usado em produtos como sabão em pó, pasta de dente, móveis e roupas, pode auxiliar no tratamento da malária.

O trabalho da Inteligência Artificial no combate à malária foi descobrir como inibir uma enzima específica encontrada em parasitas causadores da doença. Foi então que os pesquisadores descobriram, com a ajuda do robô cientista batizado de "Eve", que o triclosan consegue inibir a enzima de duas espécias diferentes de parasitas que causam a malária, inclusive suas variantes.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O triclosan, também conhecido como triclosano, foi testado contra a enzima da malária de diversas formas para garantir a sua eficácia. Em comparação com estudos anteriores, os cientistas descobriram também que o triclosan pode inibir uma enzima adicional encontrada nestes parasitas.

Segundo Elizabeth Bilsland, pesquisadora líder do estudo, a descoberta pode significar o desenvolvimento de novas medicações: "Nós sabemos que é um composto seguro e que a sua habilidade de mirar em dois fatores do ciclo de vida do parasita da malária significa que ele encontrará dificuldades em desenvolver resistência".

A substância triclosan, no entanto, já chegou a ser proibida nos Estados Unidos em 2016 pela FDA (Food and Drugs Administration) em produtos como sabão. De acordo com o órgão, ela é capaz de prejudicar os sistemas hormonais, além de sobreviver por um longo período de tempo no meio ambiente. No ano passado, mais de 200 médicos e pesquisadores assinaram uma petição que exigia uma melhor regulamentação do triclosan em todo o mundo.

A malária vem se tornando frequente em regiões da Ásia e África, sendo uma ameaça bastante significativa à população. Aos poucos, a efetividade das medicações está caindo, fazendo com que a necessidade de novas drogas seja urgente.

O estudo completo está disponível na Scientific Reports.

Fonte: Independent

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.