Brasileiros agora poderão entrar na Alemanha com teste negativo para covid

Brasileiros agora poderão entrar na Alemanha com teste negativo para covid

Por Renato Santino | 17 de Setembro de 2021 às 19h10
Biasciolialessandro/Envato Elements

A partir do domingo (19), brasileiros terão mais facilidade para entrar na Europa. A Alemanha anunciou nesta sexta (17) um relaxamento nos protocolos sanitários para viajantes vindos do Brasil graças à melhora da situação epidemiológica de covid-19.

De acordo com o comunicado do Instituto Robert Koch, agência alemã responsável pelo controle de doenças infecciosas, a partir de agora será possível entrar no país apenas com um teste PCR negativo realizado até 72 horas antes da viagem, ou um teste de antígeno com 48 horas de antecedência. Também é válida a apresentação de um comprovante de recuperação da covid-19.

Essa mudança nas regras faz com que mesmo quem se vacinou com a CoronaVac, que ainda não está inclusa entre os imunizantes aceitos pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA), possa entrar no país. As vacinas em uso no Brasil que são reconhecidas pela agência são as da AstraZeneca, da Janssen e da Pfizer. A da Moderna também está na lista, mas ela não integra o Plano Nacional de Imunização.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Melhor momento epidemiológico do Brasil credencia entrada na Alemanha com menos burocracias (Imagem: Anna Shvets/ Pexels)

A entrada para brasileiros que tinham usado alguma das vacinas aprovadas já tinha sido liberada desde o dia 22 de agosto. Quem não se enquadrava na categoria precisava enfrentar restrições mais severas.

Primeiro, era necessário comprovar a “extrema necessidade” para a viagem. Depois seria obrigatório o cumprimento de dez dias de quarentena.

Na prática, a abertura da Alemanha também facilita a circulação no restante da Europa, já que, ainda que outros países da região mantenham restrições específicas ao Brasil, a circulação interna é facilitada.

Fonte: DW Brasil

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.