Boletim oficial: sobe o número de mortos e infectados pela COVID-19 no Brasil

Boletim oficial: sobe o número de mortos e infectados pela COVID-19 no Brasil

Por Luciana Zaramela | 21 de Março de 2020 às 19h07

O Ministério da Saúde atualizou os números relacionados aos casos de COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, no Brasil. Após ter negociado com as secretarias estaduais para automatizar o "update" de casos monitorados, o órgão anuncia que o país já soma 1.128 pessoas infectadas e 18 óbitos.

O governo está tomando medidas todos os dias para conter a epidemia da doença no Brasil, já que o mundo vive em estado de SOS pelo estado pandêmico da COVID-19. Os números deste sábado, até o momento, são os seguintes:

Testes de detecção e recomendações

Dentre as novas decisões, o governo federal decidiu por distribuir 10 mil testes rápidos para o novo coronavírus em todo o território nacional neste fim de semana, com proporcionalidade respeitada quanto às regiões que sofrem com mais casos, como São Paulo - SP, e Rio de Janeiro - RJ. Mais 5 milhões de testes rápidos estão sendo adquiridos para todo o país. A medida vem como forma de aumentar a velocidade de diagnóstico na guerra contra a doença, relata Wanderson de Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde do Ministério.

Enquanto isso, as recomendações para a população são de isolamento domiciliar, tanto para quem apresenta sintomas leves, quanto para quem não tem a doença. Além disso, o governo chama a atenção para os riscos em locais lotados de pessoas.

"A recomendação para que NÃO haja aglomerações de pessoas continua sendo válida. Isso inclui eventos esportivos, culturais e cultos religiosos e qualquer outra ocasião que possa ser caracterizada como aglomeração", esclarece João Gabbardo, secretário executivo do Ministério da Saúde.

Orientações quanto à vacinação contra a gripe, cuja campanha começa nesta segunda (23), também foram pauta do dia no ministério. Neste momento, o governo salienta que é importante adiar a vacinação em crianças e priorizar os idosos, que são o público alvo. Dada a seriedade do problema e a luta pela coibição do trânsito do vírus, a nova campanha será realizada por profissionais de saúde em postos e unidades básicas, espalhadas pelo Brasil e respeitando as normas de segurança para evitar propagação da COVID-19 entre os senescentes e os agentes de saúde.

Quem estiver com sintomas gripais leves, como tosse e coriza, deve respeitar rigorosamente as normas de isolamento domiciliar. Saiba mais no vídeo abaixo:

Saiba mais no Portal Saúde.

Fonte: Ministério da Saúde

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.