Publicidade

Anvisa proíbe venda de todas as pomadas para modelar e trançar cabelos

Por| Editado por Luciana Zaramela | 10 de Fevereiro de 2023 às 10h01

Link copiado!

Atercorv/Envato
Atercorv/Envato

Após inúmeros relatos de lesões oculares e de cegueira temporária, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou, nesta manhã de sexta-feira (10), que a venda de pomadas modeladoras para tranças está proibida no Brasil, independente da marca ou do tipo. A medida foi tomada de forma preventiva, enquanto as investigações seguem em andamento.

"Todas as pomadas para modelar e trançar cabelos estão com a comercialização proibida", pontua a Anvisa. Dessa forma, "nenhum lote de qualquer desses produtos pode ser comercializado e não deve ser utilizado por consumidores e profissionais de beleza".

A medida abrangente vale até para aqueles que já têm o produto. "Mesmo exemplares adquiridos anteriormente e existentes nas residências ou em salões de beleza não devem ser utilizados", aconselha a Anvisa. Isso porque não se sabe quais marcas colocam a saúde dos olhos dos usuários em risco (ou não).

Continua após a publicidade

Por que a Anvisa proíbe a venda de pomada para tranças?

Embora a decisão seja polêmica, a agência explica que a medida foi adotada após o aumento significativo de relatos sobre os efeitos indesejáveis e graves associados ao uso das pomadas modeladoras. Entre os principais sintomas, estão:

  • Cegueira temporária (perda temporária da visão);
  • Forte ardência nos olhos;
  • Lacrimejamento intenso;
  • Coceira;
  • Vermelhidão;
  • Inchaço ocular;
  • Dor de cabeça.
Continua após a publicidade

Aparentemente, os efeitos adversos surgem quando a pomada é molhada — ao tomar chuva ou entrar no mar e na piscina — e fórmula escorre do couro cabeludo para os olhos. A maioria do público afetado é composto por mulheres.

Tem prazo para acabar proibição da venda de pomada modeladora?

Segundo a agência, esta interdição na venda de pomadas para o cabelo é cautelar, adotada de forma "preventiva e temporária", enquanto se analisa a dimensão do problema. Isso significa que não são todos os produtos que podem causar lesões oculares, mas ainda não se sabe quais e nem os componentes químicos que geram essa reação.

Neste processo, na quarta-feira (8), a lista de produtos com venda proibida no Brasil já chegava a 27. Hoje, os agentes decidiram expandir a proibição para todas as marcas de pomadas modeladoras, sem prazo para a suspensão da medida.

Continua após a publicidade

Fonte: Anvisa