Astronautas da Estação Espacial Internacional vão ganhar ajudante robô

Por Redação | 29 de Junho de 2018 às 14h52
photo_camera Imagem: reprodução/DLR
TUDO SOBRE

IBM

A 15ª missão de suprimentos recentemente enviada à Estação Espacial Internacional pela SpaceX levou consigo uma carga um tanto atípica. Além das 2,7 de provisões e diversos experimentos científicos a serem conduzidos em gravidade zero, o Falcon 9 também levou um curioso personagem: uma “bola de voleibol” com feições de desenho animado estampadas em uma tela de computador. Trata-se de um robô/inteligência artificial projetado para auxiliar a tripulação em diversas tarefas diárias.

À primeira vista, o autômato desenvolvido pela Airbus se parece com uma versão atualizada da bola “Wilson”, coadjuvante do filme O Náufrago, estrelado por Tom Hanks. Nesse caso, entretanto, o nome de batismo é CIMON – sigla para Crew Interactive Mobile Companion (ou Companheiro Móvel Interativo da Tripulação, em uma tradução livre). Feito por encomenda para a agência especial alemã, CIMON deve ser o primeiro de uma linha de robôs inteligentes projetados para cooperar com astronautas durante missões.

Anteriormente testado em voos terrestres parabólicos (capazes de simular gravidade zero), o autômato deve colaborar a bordo da EEI com um velho conhecido do seu período de treinamento, o alemão Alexander Gerst. SIMON deve ajudar o astronauta na condução de vários experimentos, podendo responder a questões sobre o andamento ou exibir esquemas e dados em sua tela embutida.

Inteligência artificial flutuante

Embora tenha sido programado para reconhecer instantaneamente a voz e o rosto de Gerst, CIMON também será capaz de interagir com qualquer membro da tripulação que o chame pelo nome – cortesia do algoritmo de I. A. (Inteligência Artificial) desenvolvido pela IBM, além de várias câmeras e microfones espalhados pelo robô.

Já o deslocamento do auxiliar robótico ficará a cargo de 14 propulsores de ar. As estruturas vão sugar o ar por um lado e expelir por outro, fazendo com que CIMON flutue para qualquer lado através da estação, podendo também balançar a “cabeça” para responder a perguntas (como pode ser conferido no vídeo abaixo, da DLR).

Mas essa primeira parceria entre a tripulação da ISS e a I. A. da IBM não deve durar muito. Trata-se mais de um período de testes. CIMON deve interagir com Gerst e os demais membros da tripulação por um total de apenas três horas. Entretanto, os dados obtidos durante o período devem ajudar no desenvolvimento de novos robôs com propósito semelhante.

CIMON deve chegar à EEI no próximo domingo (1), após um voo em que dividirá as acomodações também com diversas peças de reposição a estação – desde um instrumento para medir a temperatura das plantas na superfície da Terra até complementos para um braço robótico externo.

Fonte: NASA

Pechinchas, cupons, coisas grátis? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.