Conheça os NaNaBots, os robôs com a "alma" da Cortana

Por Redação | 19 de Junho de 2014 às 14h15
photo_camera Divulgação

Há algum tempo, a Microsoft resolveu trazer um personagem de sua mais famosa franquia dos videogames à vida, ou quase isso. Cortana, a assistente de Master Chief nos jogos da série Halo, tornou-se também a assistente dos usuários do Windows Phone, com animações e voz que interagem com o usuário de uma forma similar ao que o Google fez mais recentemente com o comando "Ok, Google".

A carismática personagem surgiu em 2001, desenhada por Lorraine McLees, no primeiro jogo da série, Halo: Combat Evolved. A partir daí, Cortana participou de Halo 2, Halo 3, Halo 4 e Halo: Reach, além de ter feito diversas participações em quadrinhos, livros e até mesmo no live-action Halo 4: Em Direção ao Amanhecer.

Era questão de tempo até a Microsoft a adotá-la quase como um mascote. No Windows Phone, a Cortana tem um papel parecido com o que desempenha nos jogos da série Halo, porém, de uma forma mais amigável.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mas alguns desenvolvedores resolveram juntar o útil ao agradável e compartilhar seu trabalho com o mundo.

Master Chief e Cortana

Infelizmente, a Cortana do Windows Phone ainda não pode te ajudar a combater um exército de alienígenas, mas serve como um recurso bastante divertido e útil. Resumidamente, a assistente de voz do Windows Phone não passa de um monte de animações que falam (e lhe assistem em algumas tarefas). Mas um projeto surgiu com o intuito de mudar isso e tornar a assistente uma espécie de passatempo para os admiradores da robótica.

O projeto está recebendo crowdfunding no site IndieGoGo e ganhou o nome de Nanabot. Ele funciona de uma forma bem interessante: combina as habilidades dos robôs de brinquedo da WowWee com o potencial de um Nokia Lumia. O resultado disso foi que o desenvolvedor Robert Oschler conseguiu colocar a "personalidade" da Cortana nos robôs. Isso chega a ser engraçado, já que a Cortana não tem um corpo, e robôs não têm alma. O Nanabot (provavelmente uma abreviação de CortanaBot) é a junção de um corpo robótico com uma "alma".

Oschler desenvolveu um aplicativo por meio do código base do reconhecimento de fala da Cortana e o app RoboMe, que serve para controlar os robôs. O aplicativo é executado em um Lumia, que se conecta com o robô e permite que ele realize algumas funções bem legais como jogar alguns games de celular com você, servir de porteiro do seu quarto perguntando quem é a pessoa que está entrando, reconhecer produtos diversos quando forem mostrados a ele e até mesmo memorizar a cara do seu bichinho de estimação.

Com a campanha, Oschler pretende arrecadar 5 mil dólares em pouco mais de um mês. Se isso acontecer, ele irá lançar uma versão open-source para que desenvolvedores possam criar aplicativos para o RoboMe.

Para os desenvolvedores que desejam contribuir com a campanha, o kit que será distribuído incluirá controle sobre os movimentos dos robôs, sensores infra-vermelhos para detectar obstáculos, luzes de led e input de áudio.

Para quem quiser doar quantias a partir de 10 dólares, kits diferentes serão distribuídos. O valor mínimo para doação é de 1 dólar, quantia que garante os agradecimentos do desenvolvedor. Os valores vão até 1.000 dólares, o que inclui diversos benefícios para donos de empresas que queiram utilizar os robôs.

Vamos aguardar e esperar que o projeto dê certo, pois além de um brinquedo novo, teremos um avanço da robótica em mãos, no fim das contas.

E por falar em Cortana, a assistente da Microsoft só ganhará voz em português em meados de 2015.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.