Conheça os NaNaBots, os robôs com a "alma" da Cortana

Por Redação | 19 de Junho de 2014 às 14h15
photo_camera Divulgação

Há algum tempo, a Microsoft resolveu trazer um personagem de sua mais famosa franquia dos videogames à vida, ou quase isso. Cortana, a assistente de Master Chief nos jogos da série Halo, tornou-se também a assistente dos usuários do Windows Phone, com animações e voz que interagem com o usuário de uma forma similar ao que o Google fez mais recentemente com o comando "Ok, Google".

A carismática personagem surgiu em 2001, desenhada por Lorraine McLees, no primeiro jogo da série, Halo: Combat Evolved. A partir daí, Cortana participou de Halo 2, Halo 3, Halo 4 e Halo: Reach, além de ter feito diversas participações em quadrinhos, livros e até mesmo no live-action Halo 4: Em Direção ao Amanhecer.

Era questão de tempo até a Microsoft a adotá-la quase como um mascote. No Windows Phone, a Cortana tem um papel parecido com o que desempenha nos jogos da série Halo, porém, de uma forma mais amigável.

Mas alguns desenvolvedores resolveram juntar o útil ao agradável e compartilhar seu trabalho com o mundo.

Master Chief e Cortana

Infelizmente, a Cortana do Windows Phone ainda não pode te ajudar a combater um exército de alienígenas, mas serve como um recurso bastante divertido e útil. Resumidamente, a assistente de voz do Windows Phone não passa de um monte de animações que falam (e lhe assistem em algumas tarefas). Mas um projeto surgiu com o intuito de mudar isso e tornar a assistente uma espécie de passatempo para os admiradores da robótica.

O projeto está recebendo crowdfunding no site IndieGoGo e ganhou o nome de Nanabot. Ele funciona de uma forma bem interessante: combina as habilidades dos robôs de brinquedo da WowWee com o potencial de um Nokia Lumia. O resultado disso foi que o desenvolvedor Robert Oschler conseguiu colocar a "personalidade" da Cortana nos robôs. Isso chega a ser engraçado, já que a Cortana não tem um corpo, e robôs não têm alma. O Nanabot (provavelmente uma abreviação de CortanaBot) é a junção de um corpo robótico com uma "alma".

Oschler desenvolveu um aplicativo por meio do código base do reconhecimento de fala da Cortana e o app RoboMe, que serve para controlar os robôs. O aplicativo é executado em um Lumia, que se conecta com o robô e permite que ele realize algumas funções bem legais como jogar alguns games de celular com você, servir de porteiro do seu quarto perguntando quem é a pessoa que está entrando, reconhecer produtos diversos quando forem mostrados a ele e até mesmo memorizar a cara do seu bichinho de estimação.

Com a campanha, Oschler pretende arrecadar 5 mil dólares em pouco mais de um mês. Se isso acontecer, ele irá lançar uma versão open-source para que desenvolvedores possam criar aplicativos para o RoboMe.

Para os desenvolvedores que desejam contribuir com a campanha, o kit que será distribuído incluirá controle sobre os movimentos dos robôs, sensores infra-vermelhos para detectar obstáculos, luzes de led e input de áudio.

Para quem quiser doar quantias a partir de 10 dólares, kits diferentes serão distribuídos. O valor mínimo para doação é de 1 dólar, quantia que garante os agradecimentos do desenvolvedor. Os valores vão até 1.000 dólares, o que inclui diversos benefícios para donos de empresas que queiram utilizar os robôs.

Vamos aguardar e esperar que o projeto dê certo, pois além de um brinquedo novo, teremos um avanço da robótica em mãos, no fim das contas.

E por falar em Cortana, a assistente da Microsoft só ganhará voz em português em meados de 2015.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.