Vendas de celulares da Xiaomi começam a "esfriar" após um excelente 2019

Vendas de celulares da Xiaomi começam a "esfriar" após um excelente 2019

Por Douglas Ciriaco | 06 de Abril de 2020 às 08h40

A Xiaomi teve um 2019 incrível, com direito a recorde de arrecadação que permitiu a ela ultrapassar a Huawei, já em 2020, para ocupar o posto de terceira maior fabricante de smartphones do mundo. Agora, porém, as coisas parecem começar a esfriar e a chinesa já se vê em um cenário não tão florido.

De acordo com o DigiTimes, a empresa têm dificuldades em manter os ótimos resultados de 2019 neste ano. Citando fontes anônimas, o veículo especializado no mercado mobile crava que as vendas de celulares da Xiaomi diminuíram, daí a dificuldade em manter o bom momento do período anterior.

Novos smartphones da Xiaomi serão capazes de manter, em 2020, o bom momento de 2019? (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

Os resultados não tão positivos indicados por fontes ligadas ao mercado vão de encontro com as mais recentes alegações do vice-presidente da empresa, Lu Weibing. Em coletiva online realizada no fim de março, ele afirmou que as vendas da companhia não teriam sido afetadas pela crise gerada pelo novo coronavírus.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Como tudo ainda se baseia apenas em afirmações, tanto do executivo quanto de fontes do mercado, resta esperar os relatórios financeiros oficiais dos períodos mais recentes para saber quem de fato está com a razão.

Fonte: DigiTimes

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.