Salesforce prevê queda de US$ 1 bilhão em receitas devido à COVID-19

Salesforce prevê queda de US$ 1 bilhão em receitas devido à COVID-19

Por Felipe Ribeiro | 01 de Junho de 2020 às 11h54

As empresas de tecnologia seguem revendo suas previsões orçamentárias para o restante de 2020 devido à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). Mesmo que muitas já tenham uma rotina que não foi impactada pelo isolamento social, é inevitável que, com a crise econômica global do atual cenário, os números sejam modificados ao longo da temporada. Uma dessas empresas é a Salesforce, que deve ter perdas significativas neste ano.

Segundo o diretor executivo, Marc Benioff, a Salesforce espera que sua receita atinja os US$ 20 bilhões ao final do ano fiscal de 2021, US$ 1 bilhão a menos do que era previsto antes de toda a crise pandêmica, o que significa lucro anual ajustado entre US$ 2,93 e US$ 2,95 por ação, abaixo da estimativa anterior entre US$ 3,16 e US$ 3,18. Com esse anúncio, as ações da empresa caíram 3%, mesmo com o bom desempenho no primeiro trimestre de 2020, quando registrou cifras na casa dos US$ 140 milhões em comissões de vendas por meio de seus programas.

Esse bom número em comissões ocorreu porque, segundo Benioff, a empresa assinou muitos acordos com empresas para fornecimento de software corporativo. "Estive em mais ligações de vendas com mais CEOs nos últimos dois meses do que em qualquer momento da minha carreira", disse o executivo. Vale lembrar, também, que a Salesforce fez fortes investimentos em aquisições de outras companhias em 2019 para mitigar o avanço de concorrentes como Oracle e SAP.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Outra prova do bom trimestre da companhia foi a sua receita líquida. De acordo com a empresa, foi registrado um aumento de 30% com relação ao mesmo período do ano passado, ou US$ 4,87 bilhões - um pouco acima das estimativas, que eram de US$ 4,85 bilhões.

Com empresas de todo o mundo segurando um pouco os gastos com TI este ano, é normal que as previsões para o segundo semestre sejam bem piores do que os resultados obtidos na primeira metade do ano. Segundo o diretor financeiro da Salesforce, Mark Hawkins, devemos ter a normalização desses gastos apenas no ano que vem.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.