Mesmo com queda nas vendas, Capcom registra lucro ao final de 2017

Por Redação | 31 de Janeiro de 2018 às 13h20

A queda de 11% nas vendas de jogos entre abril e dezembro de 2017 não foi má notícia para a Capcom. Em relatório financeiro divulgado nesta quarta-feira (31), a empresa anunciou redução em suas vendas em comparação ao ano passado, mas, ao mesmo tempo, um aumento de 38% nos lucros devido à performance, principalmente, de conteúdo digital e mobile.

Na somatória do período, a empresa registrou US$ 65 milhões em lucros, em constraste aos US$ 47 milhões obtidos no mesmo período de 2016. As vendas entre abril e dezembro, entretanto, somaram US$ 439 milhões, contra US$ 492 milhões no comparativo com o ano anterior, fruto da boa performance de títulos de catálogo, ao mesmo tempo em que lançamentos não mostraram um desempenho tão bom assim.

Marvel Vs. Capcom: Infinite, um de seus grandes lançamentos no período, teve sucesso comercial considerado “leve”, com um milhão de cópias disponibilizadas no mercado. Já Resident Evil 7, que chegou às lojas em janeiro, teve 1,2 milhão de unidades vendidas entre abril e dezembro, mantendo a performance sólida de sua chegada às lojas. O mesmo vale para a versão Switch de Street Fighter II, considerada pela companhia um sucesso surpreendente, que ultrapassou suas estimativas.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O mais recente console da Nintendo também contribuiu com vendas “sólidas” do exclusivo Monster Hunter XX, lançado no final de março. O MMO da franquia, Frontier Online, comemorou aniversário de 10 anos com uma ótima performance no território japonês, mantendo seu sucesso comercial em todas as plataformas em que se encontra disponível.

A franquia de caça, inclusive, é uma das grandes apostas da Capcom para fechar o ano fiscal corrente com resultados positivos. Na última semana, a empresa lançou Monster Hunter: World, grande aposta da série para incluir, também, o mercado ocidental. Vem dando certo, já que, segundo a empresa, mais de cinco milhões de unidades do título foram disponibilizadas nas lojas de todo o mundo, um grande sinal de que a demanda por ele está altíssima.

Apenas com o resultado obtido na primeira semana, World se tornou o Monster Hunter mais vendido da história da franquia. Os números devem crescer ainda mais, pois o título, por enquanto, está disponível apenas para PlayStation 4 e Xbox One, com uma versão PC marcada para chegar em setembro. A expectativa é de que ela amplifique ainda mais esses números, gerando intensa receita mesmo meses após o lançamento original.

Não à toa, o game é citado como um dos grandes motores de crescimento para o atual ano fiscal, que se encerra em março. Os bons resultados divulgados acabaram levando, também, a uma alta de 8,9% nas ações da Capcom. É a maior valorização já obtida pela empresa desde maio de 2001.

Fonte: DualShockers

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.