Dell tem segundo trimestre positivo e receita cresce 2%

Por Felipe Ribeiro | 30 de Agosto de 2019 às 11h57
Divulgação
Tudo sobre

Dell

Saiba tudo sobre Dell

Ver mais

A Dell divulgou resultados financeiros acima do esperado no segundo trimestre. Impulsionada pelo setor de PCs e pelo investimento em TI, a empresa registrou lucro US$ 4,5 bilhões (R$ 18,72 bilhões, na cotação atual), ou US$ 4,83 por ação (R$ 20), com receita de US$ 23,4 bilhões (R$ 97,34 bilhões), um aumento de 2% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os ganhos não-GAAP no trimestre foram de US$ 2,15 (R$ 8,94) por ação. As previsões de Wall Street indicavam números um pouco menores, como US$ 1,47 (R$ 6,12) por ação e receita de US$ 23,27 bilhões (R$ 96,80 bilhões)

"Estamos nos estágios iniciais de um ciclo de investimento liderado por tecnologia. Os gastos com TI permanecem saudáveis ​​e nossos direcionadores de negócios permanecem fortes", disse Jeff Clarke, vice-presidente da Dell.

PCs em alta

A grande surpresa foi a divisão de PCs da Dell, que faturou US$ 11,7 bilhões (R$ 48,67 bilhões), um aumento de 6% em relação ao ano anterior. A receita comercial foi de US$ 9,1 bilhões (R$ 37,86), um aumento de 12% em relação ao segundo trimestre do ano anterior. A receita entre o consumidor final caiu 12%, mas o negócio de PCs da Dell está mais vinculado às demandas corporativas. O lucro operacional foi de US$ 982 milhões (R$ 4 bilhões) no segundo trimestre.

"Os PCs cresceram 6% no total e 12% no comercial. Acredito que isso seja impulsionado pela competitividade do portfólio e pela transição do Windows 10, que espero que também dê um impacto positivo no mercado nos próximos dois ou três trimestres", disse Patrick Moorhead, diretor da Moor Insights & Strategy.

Imagem: Dell

A unidade de infraestrutura da Dell teve uma receita de US$ 8,6 bilhões (R$ 35,78 bilhões) no segundo trimestre, com queda de 7% em relação ao ano anterior. A receita de armazenamento foi estável, mas as vendas de servidores e redes caíram 12%. O lucro operacional, por aqui, foi de US$ 1,1 bilhão (R$ 4,58 bilhões).

A empresa disse que os preços médios de venda dos servidores se mantiveram firmes quando os clientes compraram sistemas de última geração. Os pedidos da VXRail aumentaram 77% no segundo trimestre em comparação com um ano atrás. A Dell creditou a integração ao VMware Cloud Foundation por estimular a demanda da VXRail.

A VMware continuou dando bons resultados para a Dell, reportando receita operacional de US$ 762 milhões (R$ 3,1 bilhões) e receita total de US$ 2,5 bilhões (R$ 10,40 bilhões) no segundo trimestre.

"Estamos nos estágios iniciais de um ciclo de investimento liderado por tecnologia que está acelerando a transformação digital. Esse ciclo de investimento é alimentado pelo aumento exponencial de cargas de trabalho centradas em dados que geram melhores resultados de negócios, juntamente com uma força de trabalho cada vez mais diversificada e móvel", disse Clark, em comunicado. "Estamos otimistas quanto aos gastos com TI porque os clientes precisam de um parceiro para ajudá-los a enfrentar esses desafios, alguém que está inovando e oferecendo uma estratégia abrangente de TI de ponta a ponta", complementou.

A Dell também disse que está reformulando seu portfólio para serviços em nuvem integrados para simplificar a experiência do cliente, além de informar que está pagando suas dívidas, citando o exemplo das cifras abatidas do atual ano fiscal, que devem chegar na casa dos US$ 5 bilhões (R$ 20,8 bilhões). O saldo devedor total, incluindo todas as subsidiárias, é de US$ 52,6 bilhões (R$ 218,82 bilhões).

Fonte: ZDNet

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.