Twitter pago? CEO da rede social flerta com uma versão por assinatura

Por Ramon de Souza | 23 de Julho de 2020 às 23h15
Reprodução
Tudo sobre

Twitter

Saiba tudo sobre Twitter

Ver mais

O Twitter está realmente planejando testar um novo método de monetização baseado na cobrança de assinaturas mensais para que os internautas tenham o privilégio de acessar determinados conteúdos ou utilizar certos recursos da rede social.

O mais novo indício disso parte de um comunicado realizado pelo próprio Jack Dorsey, CEO da companhia, para analistas de mercado após a divulgação dos resultados financeiros do segundo trimestre.

Atualmente, a única renda do Twitter provém de anúncios na rede social; porém, o executivo comentou que “existe um mundo” em que a plataforma também possa usar fontes complementares de monetização. Por conta disso, Dorsey garante que serão feitos testes com “diferentes abordagens” ainda em 2020.

“Queremos garantir que qualquer nova linha de receita seja complementar ao nosso negócio de publicidade”, afirma. “Acreditamos que existe um mundo em que a assinatura é complementar, em que o comércio é complementar, em que ajudar as pessoas a gerenciar paywalls... Achamos que é complementar."

Vale lembrar que, há poucos dias, uma vaga de emprego denunciou os planos da rede social; o anúncio de trabalho descrevia um projeto batizado de Gryphon e que seria empregado, inicialmente, dentro do próprio Twitter, podendo se expandir para outros clientes em um futuro próximo.

Fonte: MacRumors

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.