Siga o @canaltech no instagram

Twitter está redirecionando usuários a fontes oficiais sobre vacinas

Por Rafael Arbulu | 12 de Maio de 2019 às 17h00
Tudo sobre

Twitter

Saiba tudo sobre Twitter

Ver mais

O combate à desinformação quando o tema em pauta é vacinação segue seu curso, agora com o Twitter tomando suas próprias medidas para coibir a viralização de informações falsas no assunto: segundo informações do site AdWeek, a rede social de microblogs está redirecionando resultados de buscas feitas por usuários sobre o tema “vacinas” e seus derivados para fontes críveis, como órgãos governamentais e estudos oficialmente reconhecidos.

Segundo o vice-presidente de confiança e segurança do Twitter, Del Harvey, a empresa firmou parcerias com departamentos de saúde em diversos países para relacioná-los melhor em seu mecanismo de busca para suas plataformas móveis (iOS, Android e o próprio site do Twitter em navegadores de smartphones). Tais países incluem: EUA (em inglês e espanhol) Canadá, Reino Unido, Brasil e Coreia do Sul. Há também versões da mesma ação no Japão, Indonésia, Singapura e países de idioma espanhol na América Latina.

Twitter agora está redirecionando buscas pelo tema "vacinas" para fontes oficiais e confiáveis: no Brasil, é o Ministério da Saúde (Captura de Imagem: Rafael Arbulu)

"Esse novo investimento é fundamentado pelos nossos esforços anteriores para resguardar [o público] contra a amplificação artificial de conteúdo não crível sobre a segurança e eficácia das vacinas. Nós já nos certificamos de que o conteúdo patrocinado não contenha chamadas enganosas sobre cura, tratamento diagnóstico ou prevenção de certas doenças e condições, incluindo vacinas”, disse Harvey, em um post publicado em blog.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Outras redes, como Facebook e Instagram, também inauguraram recentemente esforços para coibir as fake news sobre vacinas: enquanto a primeira já empregou algoritmos para identificar e impedir a publicação de conteúdo enganoso sobre o assunto, a segunda está em testes nos quais emprega os sistemas e parceiros do Facebook para checagem de informações.

Harvey concluiu, dizendo que “no Twitter, nós compreendemos a importância das vacinas para a prevenção de doenças e males, e reconhecemos o papel que temos na disseminação de informações importantes de saúde pública. Nós acreditamos ser muito importante ajudar as pessoas a encontrarem informações que aprimorem sua saúde e bem-estar”.

Fonte: Adweek

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.