Twitter apaga 373 contas de “trolls governamentais”; cem perfis eram da Rússia

Twitter apaga 373 contas de “trolls governamentais”; cem perfis eram da Rússia

Por Ramon de Souza | 23 de Fevereiro de 2021 às 22h40

O Twitter acaba de anunciar que apagou um total de 373 contas falsas na rede social que eram utilizadas por órgãos governamentais de inteligência com o objetivo de disseminar desinformação. Desse total, 100 dos perfis eram administrados pela Agência de Pesquisa da Internet da Rússia (Internet Research Agency ou IRA, no original), que visa manipular a opinião pública através de plataformas de comunicação online.

Embora tal assunto não seja tão discutido, o uso das chamadas “fazendas de trolls” (ou troll farms) para operações de influência política é uma prática relativamente comum, sendo associada às “guerras da informação”. Acredita-se que a IRA tenha tido um papel fundamental na interferência das eleições presidenciais dos EUA de 2016. Além dos trolls russos, também foram suspensas contas da Armênia e do Irã.

Segundo o Twitter, a operação foi dividida em duas etapas, sendo que na primeira foram derrubadas 69 contas falsas que disseminavam ideais políticos do governo russo e tentavam minar a confiança pública na Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO). Já na segunda parte da investigação, outros 31 perfis foram removidos — a maioria deles publicava ataques contra os Estados Unidos e a União Europeia.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

“A cada divulgação que fazemos, queremos educar as pessoas sobre as táticas usadas por atores estatais para manipular ou minar a conversa democrática aberta que acontece no Twitter. Desde que lançamos nosso primeiro arquivo em outubro de 2018, divulgamos dados relacionados a mais de 85 mil contas associadas a campanhas de manipulação de plataformas originárias de 20 países”, explica a rede social.

Fonte: Twitter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.