Twitter agora derruba qualquer conta com nome Elon Musk por conta de bots

Por Wagner Wakka | 26 de Julho de 2018 às 19h50
photo_camera Valour
TUDO SOBRE

Twitter

O Twitter está derrubando quaisquer contas que troquem seus nomes para Elon Musk, caso, claro, não seja a conta verificada do próprio CEO da Tesla. Caso você mude o nome de perfil para o do magnata, sua conta será fechada e você vai receber uma notificação do Twitter.

Embora possa parecer que esta seja uma medida para evitar que pessoas sejam confundidas com Musk, a novidade serve para derrubar bots da plataforma voltados a golpes com criptomoedas.

Tanto que, na mudança de nome, o usuário recebe uma notificação de que pode ter infringido as regras da rede social. Caso tenha sido um erro e o usuário queira desbloquear seu perfil, é preciso passar por um teste de recaptcha. Ou seja, é preciso provar que você não é um robô. Também é preciso verificar um número de telefone.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Aviso de bloqueio avisa sobre passo para liberar a conta (Foto:Nick Statt / The Verge)

Em comunicado ao The Verge, o Twitter informou que isso faz parte dos esforços da plataforma em combater spams e fraudes na rede social.

Mas por que Elon Musk? Grande parte dos bots relacionados a golpes de criptomoedas usam imagem e nome do CEO da Tesla como forma de dar credibilidade ao perfil e, assim, aplicar golpes pela rede. Como são poucas as pessoas que, por livre vontade, copiam o nome de Musk na rede social, a plataforma bloqueia todos que o fazem até que provem não ser um bot.

Caso o usuário faça os captchas e verifique o número de telefone, é possível ficar com o nome Elon Musk em seu perfil.

O próprio CEO já fez piada com o fato de que alguns fãs acreditam conversar com ele sobre criptomoedas e até ficam felizes de receber uma proposta do suposto bot-Musk. Por exemplo, em um post dele sobre uma nova tecnologia submarina, um bot claramente pede (em um inglês com notórios erros) doações em bitcoin para estudos científicos.

O Twitter anunciou em março deste ano que estava trabalhando em esforços para limpar a rede de robôs voltados às criptomoedas. Em parte isso é uma resposta ao fundador do Ethereum, plataforma deste tipo de comércio, que relatou não poder colocar “ETH” em seu nome, pois passaria a receber muitos ataques de bots.

Além desta mudança, o Twitter também anunciou em junho deste ano a compra de uma startup chamada Smyte voltada para melhorar a segurança da plataforma.

A rede social recentemente derrubou mais de 140 mil aplicativos internos voltados à criação de bots e postagem automática também em combate a isso. Junto disso, passou a criar um novo método, mais rigoroso, para a criação de apps internos.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.