Pesquisa mostra que 93% dos recrutadores buscam candidatos no LinkedIn

Por Fernanda Morales | 11.07.2012 às 08:10 - atualizado em 01.12.2015 às 22:52

Procurando emprego? Então, tenha mais cuidado com o que você posta nas redes sociais, pois os recrutadores estão de olho. Pesquisa recentemente publicada pela Jobvite afirma que 93% dos entrevistadores buscam o perfil de seus possíveis candidatos no LinkedIn.

O número apresentado pelo último levantamento é superior aos 87% do ano passado e os 78% de 2010, indicando que as empresas de recursos humanos estão cada dia mais conectadas às redes sociais.

Dentre as redes mais utilizadas para buscar candidatos estão, em primeiro lugar, o LinkedIn com seus 93% e em segundo o Facebook com 66% de acessos e buscas, superando os 55% da pesquisa anterior. E no terceiro lugar da pesquisa está o Twitter com 54 por cento.

O estudo ainda mostrou que 92% dos recrutadores usam ou planejam utilizar as redes sociais para encontrar os melhores candidatos.
O número apresentado pela pesquisa mostra um aumento do uso das redes sociais para fins empregatícios (Foto: Reprodução: CNET) Além disso, entre os mais de mil profissionais entrevistados pela pesquisa, 73% afirmaram ter encontrado e contratado alguém através das redes sociais. Do montante, 89% encontraram seu funcionário ideal no LinkedIn, 26% pelo Facebook e apenas 15% através do Twitter.

Pesquisa

“O aumento no recrutamento social tem permitido que tanto os candidatos como os empregadores tenham uma maneira mais fácil de se encontrarem”, afirmou ao CNET Dan Finnigan, CEO do Jobvite. “Continuamos a ver a popularidade do recrutamento social crescer, porque é mais eficiente do que ter que encontrar uma boa pessoa em uma pilha de currículos. Também aumentam as contratações com referências e nossos dados afirmam que aqueles que são contratados mais rápido, permanecem mais tempo no emprego”. Os analistas da empresa afirmam que os usuários de redes sociais que estão interessados em conseguir um emprego devem ficar atentos aos conteúdos que postam, já que muitos entrevistados pela Jobvite afirmaram ter descartado determinada pessoa por ter postado mensagens com erros de gramática e ortografia.