Instagram começa a implementar recurso de pagamento nativo discretamente

Por Ares Saturno | 03 de Maio de 2018 às 17h27

Em março de 2017, o Instagram anunciou que tinha planos de instaurar um sistema de pagamento para reservas de serviços diretamente a partir do perfil das empresas no aplicativo. Aos poucos e de forma discreta, a rede social está adicionando o recurso para alguns de seus usuários dos EUA.

Um leitor do TechCruch informou que o recurso de pagamento permite que o usuário registre um cartão de débito ou crédito ao seu perfil, com a configuração de um pin de segurança, e então compre sem precisar sair do app. Segundo o que consta nos termos de serviço que acompanham a ferramenta, os pagamentos do Instagram serão respaldados pelas regras de pagamento do Facebook.

Um dos primeiros serviços que aceita o pagamento nativo do Instagram é o aplicativo de reservas para restaurantes Resy. Entretanto, os planos futuros do Instagram incluem ofertar pagamento de itens como ingressos de cinema diretamente pelo app.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O potencial do Instagram Payments

Não precisar sair do aplicativo para poder realizar uma compra significa, para os usuários, maior segurança por não ser necessário inserir seus dados financeiros em outras plataformas. Essa praticidade e segurança pode fazer com que as desistências depois de encher um carrinho de artigos diminuam, fazendo com que o Instagram se torne uma forma mais eficiente de vendas para as empresas.

O recurso de pagamento está disponível para alguns usuários (Imagem: Genady Okrain / TechCrunch)

Em meados de 2013, o Facebook deu início às primeiras ações com comércio nativo, o que resultou, depois de alguns anos de desenvolvimento, no pagamento peer-to-peer (P2P) por meio do Messenger. O pagamento nativo para compras ainda está em caráter de testes, funcionando na versão beta fechada no aplicativo de bate-papo. Não há informações sobre os pagamentos P2P do Messenger atuando no Instagram, mas integrar um cartão de crédito ou débito ao perfil pessoal parece ser o primeiro passo para esse recurso.

As tags de compra do Instagram começaram a ser testadas em 2016, permitindo que os produtos de uma postagem fossem acessados nos sites das marcas. De lá pra cá, a rede social fez parcerias com plataformas de e-commerce, como a BigCommerce e o Shopify, expandindo o recurso para mais países durante o mês de março de 2018.

Uma das possibilidades é a reserva de serviços pelo app (Imagem: Genady Okrain / TechCrunch)

Também é relevante lembrar que não é apenas o Instagram que está em vias de explorar esse potencial: o Snapchat já está testando recursos de pagamentos nativos sem necessidade de check-out desde fevereiro.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.