6 funções do WhatsApp que foram inspiradas no Telegram

Por Ariane Velasco | 25 de Maio de 2020 às 19h00
LoboStudioHamburg/Pixabay
Tudo sobre

Telegram

Saiba tudo sobre Telegram

Ver mais

Que o WhatsApp e o Telegram são concorrentes e que o segundo já vem conquistando o seu espaço com o público, isso todo mundo já sabe. No entanto, embora o WhatsApp seja, de fato, mais famoso, isso não quer dizer que o aplicativo nunca tenha se inspirado em seu rival.

O cenário é, na verdade, o contrário: existem diversas funções do WhatsApp que foram inspiradas pelo Telegram, conhecido por sua praticidade. Confira algumas delas logo abaixo, a título de curiosidade.

1. Respostas

Nem sempre foi possível responder a uma mensagem específica dentro de um grupo do WhatsApp, o que frequentemente causava confusões nas conversas, uma vez que algumas mensagens eram mais difíceis de serem interpretadas como sendo dirigidas somente a um integrante. O Telegram antecipou essa função em 2015, e levou um ano para que o WhatsApp seguisse os mesmos passos.

Hoje em dia, basta arrastar uma mensagem para a direita para exibi-la logo acima de sua resposta - o que torna as conversas em grupo muito mais organizadas. Além disso, juntamente com a opção de resposta, o WhatsApp lançou a função “mencionar”, que notifica um usuário específico do grupo - para usá-la, basta colocar o “@” antes do nome do contato. Essa função também já existia no Telegram.

WhatsApp e Telegram: ambos aplicativos possuem a opção de mencionar contatos em um grupo (Captura de tela: Ariane Velasco)

2. Gravar áudio sem manter o botão pressionado

Que o WhatsApp permite gravar áudio sem usar as mãos (após pressionar o botão e arrastá-lo para cima), isso quase todos os usuários sabem. No entanto, poucos sabem que esse recurso foi inspirado pelo Telegram - e foi lançado no mensageiro meses antes. A diferença é que, no Telegram, a ferramenta veio acompanhada da possibilidade de enviar mensagens por vídeo.

Arraste o ícone de microfone para cima para gravar seu áudio (Captura de tela: Ariane Velasco)

3. Apagar mensagens

A opção de apagar mensagens para todos no WhatsApp, recebida com tanto ânimo pelo público, também já existia no Telegram. Ela foi lançada no aplicativo em janeiro de 2017.

Atualmente, o Telegram permite, além de deletar as mensagens para todos os contatos, apagar o histórico completo de conversas, sem impor um limite de tempo para isso - no WhatsApp, o usuário tem até 8 minutos para apagar mensagens. O recurso de deletar o histórico completo de uma conversa ainda não chegou no WhatsApp.

O WhatsApp permite apagar mensagens em até 8 minutos (Captura de tela: Ariane Velasco)

4. Figurinhas (stickers)

As figurinhas do WhatsApp são, até hoje, muito usadas pelos usuários do mensageiro. Lançadas em 2018, elas já existiam no Telegram há 3 anos - atualmente, o Telegram já conta com figurinhas animadas, o que já começou a ser testado na versão beta do WhatsApp, que já conta com a opção de enviar GIFs em conversas tanto individuais quanto em grupos.

Para salvar uma figurinha no WhatsApp, basta favoritá-la (Captura de tela: Ariane Velasco)

5. Reprodução automática de áudios

Por incrível que pareça, nem sempre os áudios do WhatsApp foram reproduzidos automaticamente quando enviados em sequência. Isso só passou a ser possível no ano passado, mas sempre foi possível no Telegram, que também permite checar como ficou sua gravação antes de enviá-la para um grupo ou contato.

Dê o play no primeiro áudio e os demais serão reproduzidos automaticamente (Captura de tela: Ariane Velasco)

6. Grupo com mensagens de só uma pessoa

Algo que tem se tornado muito comum no WhatsApp são os grupos onde apenas uma pessoa (o administrador) manda mensagens. Essa função, no entanto, é nativa do Telegram e só chegou no WhatsApp muito depois, em 2018.

Ela é ideal para grupos de anúncios e comunicados, pois evita o excesso de mensagens e permite que várias pessoas se mantenham informadas ao mesmo tempo.

WhatsApp e Telegram contém grupos onde somente administradores mandam mensagens (Captura de tela: Ariane Velasco)

Bônus: mensagens que se autodestroem?

No final de 2019, o site WABetaInfo publicou que a versão mais recente do WhatsApp havia liberado uma função que permitia enviar mensagens autodestrutivas, ou seja, que eram apagadas automaticamente após um tempo determinado pelo usuário. Até hoje, no entanto, a função não foi disponibilizada. O fato é que, caso fosse, ela seria mais um caso de inspiração do WhatsApp pelo Telegram, uma vez que o segundo já possui essa opção.

Você sabia que existiam tantas funções do WhatsApp inspiradas pelo Telegram? Conte pra gente nos comentários.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.