Facebook lança oficialmente o Live Audio Rooms, mais um rival para o Clubhouse

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 21 de Junho de 2021 às 11h25
Reprodução/Facebook

Nesta segunda-feira (21), o Facebook entra oficialmente na moda de salas de áudio com suas próprias Live Audio Rooms (“Salas de áudio ao vivo”, em tradução livre). O formato chega ao app da rede social para iOS e, por enquanto, somente figuras públicas verificadas pela companhia e grupos selecionados poderão abrir sessões e convidar participantes para o bate-papo — inicialmente, o recurso funciona apenas nos Estados Unidos.

A estreia das salas de áudio do Facebook já era esperada há alguns meses e soma os esforços da companhia no suporte ao formato de conteúdo em áudio. Essa semana, a plataforma começará a receber podcasts e não deve demorar muito para que usuários tenham acesso aos primeiros Soundbites, publicações compostas por pequenos áudios para consumo rápido.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Estrelas garantirão posição de destaque para o ouvinte para que o anfitrião reconheça o apoio (Imagem: Reprodução/Facebook)

As Live Audio Rooms do Facebook não são muito diferentes das demais alternativas desse segmento. Há o anfitrião (host) que inicia a sala e tem controle total sobre ela; os locutores, que participam livremente no evento e são destacados no topo da página; e os ouvintes, categoria em que são colocadas todas as pessoas que entram na sala para acompanhar o papo e que podem “levantar a mão” para pedir um momento de fala.

Diferente das outras salas de áudio, a solução do Facebook permite que anfitriões enviem convites para locutores antes de começar a sessão — quase como marcando o evento e garantindo a cadeira para o convidado. Além disso, ouvintes também podem ser colocados como locutores durante a conversa.

Usuários podem ser notificados sobre o início do evento para acompanhar o papo desde o início (Imagem: Reprodução/Facebook)

Apoio financeiro através de estrelas

Segundo o Facebook, cada papo pode abrigar 50 locutores — o que é bem mais que o Twitter Spaces, que permite somente 10 convidados. Não há limite para a quantidade de ouvintes. Usuários podem interagir com a chamada com curtidas ou enviar estrelas para apoiar os criadores, bem como acontece durante as tradicionais lives em vídeo na plataforma.

Anfitriões também podem apoiar campanhas de financiamento coletivo direto das salas de áudio. Se uma causa for selecionada, ouvintes e locutores podem doar diretamente pela tela do evento e haverá um contador que exibirá exatamente quanto foi arrecadado e quanto falta até alcançar a meta.

 Campanhas de financiamento coletivo podem receber doações direto do papo ao vivo (Imagem: Reprodução/Facebook)

As salas de áudio que estiverem rolando serão exibidas no Feed de Notícias do Facebook. Anfitriões poderão agendar os eventos previamente e, neste caso, ouvintes interessados poderão ativar uma notificação para acompanharem o papo assim que ele começar.

Quem terá as salas de áudio do Facebook primeiro?

As primeiras figuras a receber as Live Audio Rooms do Facebook incluem o músico TOKiMONSTA, o atleta de futebol americano Russel Wilson e a estrela de podcasts Joe Budden. No caso dos grupos, administradores poderão escolher quem poderá criar as salas (qualquer integrante ou exclusivamente moderadores) e apenas membros poderão participar de reuniões de grupos fechados.

Por enquanto, a novidade será exclusiva para usuários dos EUA e não há previsão de lançamento em outras regiões. A data para a estreia do recurso na versão do Facebook para Android e navegador também não foi mencionada.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.