Facebook anuncia a maior transformação da história da rede social

Por Rafael Rodrigues da Silva | 30 de Abril de 2019 às 17h44
Wired
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

Depois de um ano em que Mark Zuckerberg passou frequentando tribunais e audiências do Congresso dos Estados Unidos para explicar porque sua empresa era inocente, o Facebook se mostrou pronto para deixar tudo isso para trás e seguir em frente.

Durante a conferência F8 que ocorreu nesta terça-feira (30), Zuckerberg apresentou diversas mudanças que serão feitas na principal rede social da empresa, que irá passar por uma transformação completa.

Novo Facebook

Nova cara do Facebook apresentada na F8, que será a maior transformação já feita no design da rede social em seus 15 anos de existência (Imagem: Facebook)

No palco da conferência, o maior anúncio feito por Zuckerberg tenha sido um completo redesign do Facebook, que sofrerá a maior modificação de todos os seus quinze anos de história.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Uma das principais mudanças é que, pela primeira vez na história, o Facebook irá abandonar a icônica barrinha de menus azul, trocando-a por um modelo mais “limpo” na cor branca. O design lembra muito o de outros apps da empresa (Messenger e Instagram) com grande predomínio da cor branca e dando grande destaque aos vídeos de Stories.

Outro elemento que terá muito destaque no novo design do Facebook serão os grupos. Eles não apenas aparecerão numa posição de maior destaque no menu esquerdo da rede social (na versão para desktop), como será possível postar em qualquer grupo direto da página inicial, igual a quando se posta uma atualização de status.

Como ficará o design do app do Facebook após a reformulação (Imagem: Facebook)

Outra mudança revelada nesta área é que alguns grupos terão ferramentas específicas dependendo da temáticas destes grupos. Por exemplo, um grupo de auxílio a portadores de uma doença teria uma ferramenta que facilitaria que um moderador deste grupo faça postagem em nome de um dos membros (por exemplo, para evitar que as pessoas tenham que se expor ao vincular o resultado de um exame médico a seus perfis pessoais), enquanto grupos criados para divulgar vagas de emprego poderão ter um template diferente dos outros, com o intuito de ajudar os usuários a se conectar melhor com possíveis empregadores.

A ideia desse novo foco dos grupos é fazer com que o Facebook deixe de ser uma rede social onde você fica sabendo das últimas notícias (o que fez com que ela fosse usada para espalhar desinformação e fake news) para um lugar onde você se conecta a outras pessoas que possuem um interesse parecido com o seu — basicamente uma rede social mais parecida com o que era o Orkut do que com o que fez o Facebook se tornar a potência que é hoje.

É namoro ou amizade?

A empresa também apresentou algumas novas funções para a rede social, feitas para facilitar o aumento do círculo de amizades e a vida sexual/amorosa dos usuários.

Uma dessas ferramentas se chama “Meet New Friends”, feita para facilitar o primeiro contato com pessoas que ainda não estão na sua lista de amigos mas que podem se tornar, como pessoas que participam do mesmo grupo que você ou que estudam na mesma escola ou trabalham na mesma empresa.

Exemplo de funcionamento da função de crush secreto (Imagem: Facebook)

A empresa também trouxe novidades sobre o Facebook Dating, o app de namoro da empresa criado para concorrer com o Tinder. Além de anunciar a chegada do app em mais 14 países — incluindo o Brasil — a empresa apresentou também a função “crush secreto”, que tem o intuito de facilitar a “chegada” naquele seu amigo ou amiga que você não tem certeza se está afim de você.

A função — que é uma espécie de evolução natural das “cutucadas” — permite que você marque como “crush” qualquer pessoa de sua lista de amigos. Aí, a coisa funciona de forma parecida com o Tinder: caso alguma das pessoas que você marcou também tenha te marcado como “crush”, o app alerta ambos sobre as marcações e facilita algum dos dois em criar coragem e chamar o outro para sair, ao mesmo tempo que evita qualquer tipo de vergonha ou decepção caso marque alguém que não te marcou de volta — que era o maior problema da cutucada, a decepção de cutucar e não ser cutucado de volta.

Eventos e compras

Quem também irá receber novas funções é o Marketplace, o aplicativo que facilita a venda direta de produtos a usuários da rede social. O aplicativo receberá uma atualização que permitirá aos usuários efetuar pagamentos e rastrear o envio das encomendas direto pelo Marketplace, sem a necessidade de se usar outros aplicativos.

O que também deverá ter melhorias é o aplicativo Facebook Local. A novidade sobre ele não foi exatamente divulgada durante a F8, mas revelada no Twitter por Jane Manchum Wong, que sempre conta algumas novidades ainda não anunciadas pelo Facebook.

Em um tweet publicado horas antes do evento, Wong revela que a empresa está trabalhando em um junção do aplicativo Facebook Local com a aba de eventos do Facebook.

Ainda que o Local mostre também alguns eventos, ele revela apenas os que acontecem próximo ao local onde o usuário está e que estão acontecendo ou acontecerão em pouco tempo. Com a junção à aba de eventos, o Local se torna um aplicativo mais útil também para aqueles que vivem no interior e em outras regiões menos agitadas, pois não apenas indica lugares para se ir naquele momento, como passa a permitir um planejamento para o futuro, já que mostrará todos os eventos da região nos quais seus amigos têm interesse em comparecer.

Privacidade em primeiro lugar

Além de mostrar as diversas mudanças que pretende implementar na rede social, Zuckerberg também aproveitou o evento para reiterar a preocupação da empresa para com a privacidade dos usuários, deixando claro quais serão os seus princípios condutores da rede social daqui para o futuro: interações privadas, encriptação de dados, reduzir o tempo de permanência das pessoas dentro do app, segurança da privacidade dos usuários, segurança dos servidores onde esses dados são armazenados e interoperabilidade.

Segundo o CEO, o foco daqui para o futuro é transformar o Facebook em uma plataforma social com foco na privacidade, afirmando que apenas com a privacidade de seus dados garantida que as pessoas podem se sentir livres para compartilhar os momentos mais marcantes de sua vida na rede social. E, antes que qualquer pessoa perguntasse, Zuckerberg já garantiu que a empresa não irá instalar servidores de armazenamento desses dados em países onde as legislações locais permitem que órgãos do governo os acessem.

Para agora e para o futuro

Zuckerberg foi bem enfático para quando devemos esperar essas mudanças: o aplicativo para dispositivos móveis do Facebook já começa a receber o novo design a partir de hoje (30), e muito provavelmente até o fim da semana todos os aparelhos já terão acesso à nova cara do Facebook mobile. Já a versão para desktop irá demorar um pouco mais, e o CEO acredita que ela só ficará pronta para ser disponibilizada aos usuários daqui alguns meses.

Já sobre as novas diretrizes de segurança, Zuckerberg foi bem mais vago. Ele apenas revelou que “pode demorar um pouco” até que o Facebook consiga implementar todas as mudanças em segurança da privacidade de seus usuários que o CEO prometeu, o que fez com que algumas pessoas presentes no evento duvidassem se aquele era mesmo o plano da empresa.

Isso porque não seria a primeira vez que o CEO “enrola” na liberação de melhorias de privacidade. Na F8 do ano passado, Zuckerberg havia prometido um botão que permitiria ao usuário limpar todo o seu histórico dos servidores da empresa, falando que poderia demorar alguns meses para que a ferramenta fosse disponibilizada. Um ano depois, ainda não há nada novo sobre o botão de limpar histórico, e rumores nos corredores da empresa revelam que ele pode ser lançado apenas no final deste ano.

Fonte: Business Insider, Engadget, MSPowerUser, Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.