Siga o @canaltech no instagram

Em apuros, Snapchat pode mudar e ficar parecido com o Instagram

Por Redação | 08 de Novembro de 2017 às 10h24
Tudo sobre

Snapchat

Saiba tudo sobre Snapchat

Ver mais

Os números do mais recente relatório financeiro da Snap (responsável pelo Snapchat) ficaram muito abaixo das expectativas de analistas e acionistas da empresa. Isso levou a companhia a ter uma queda acentuada de 20% em suas ações, fechando o pregão desta terça-feira (07) em US$ 12,57, número consideravelmente abaixo dos US$ 17 ofertados na abertura de capital da companhia na Bolsa. Este foi mais um trimestre em que a Snap decepcionou seus investidores desde que se tornou uma empresa pública em março.

A companhia sediada na Califórnia também teve um crescimento no número de usuários bem abaixo do que os analistas e investidores esperavam. Os usuários ativos diários do Snapchat subiram para 178 milhões no terceiro trimestre, enquanto que a expectativa era de que a rede social superasse os 181 milhões de usuários, segundo a empresa de pesquisa FactSet.

Por conta dos resultados frustrantes e da constante queda na confiabilidade do Snapchat, a empresa está estudando redesenhar seu aplicativo para tentar alcançar uma audiência mais ampla. Com isso, o objetivo é conseguir competir de igual com o Instagram. Um dos rumores é que a rede social pode ficar mais parecida com o serviço rival, mas ainda não se sabe ao certo quais serão as mudanças a serem realizadas. "Nós vamos facilitar a descoberta da grande quantidade de conteúdo em nossa plataforma", afirmou o CEO da empresa, Evan Spiegel.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Spiegel também disse que a empresa pode criar, no próximo ano, mais ferramentas para que os usuários compartilhem conteúdo com seus amigos e familiares no Instagram e no Twitter, por exemplo. Segundo ele, a Snap "não tem medo de fazer mudanças no interesse a longo prazo do negócio" e que a empresa estudou a evolução dos feeds de conteúdo de outras redes sociais e viu espaço para um "serviço de conteúdo personalizável". Mas uma mudança tão radical é bastante incomum logo após a empresa tornar suas ações públicas e pode detonar que o negócio está precisando evoluir rapidamente.

O Snapchat vem enfrentando um problema similar ao Twitter, ainda que em uma escala mais preocupante. O microblog está aplicando diversas mudanças para conseguir atrair novos usuários e, de acordo com os últimos números, tem conseguido melhorar sua base de usuários. Nesta semana, o Twitter liberou o novo limite de 280 caracteres em suas publicações, abandonando os tweets de 140 caracteres que eram a grande marca da plataforma.

Fonte: Gadgets 360

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.