Brasileiro se informa principalmente pelo WhatsApp, aponta pesquisa

Por Wagner Wakka | 10 de Dezembro de 2019 às 17h10
pixabay
Tudo sobre

WhatsApp

Saiba tudo sobre WhatsApp

Ver mais

Uma nova pesquisa feita pela Câmara dos Deputados e pelo Senado apontou o WhatsApp como principal fonte de informação de grande parte da população. Das 2.400 pessoas entrevistadas por telefone, 79% disseram receber notícias pela rede social.

A plataforma é líder em comparação com outros meios. Por exemplo, canais de TV foram citados por 50% dos entrevistados como fonte de informações. Além da tevê, aparecem YouTube (49%), Facebook (44%), sites de notícias (38%), Instagram (30%) e emissoras de rádio (22%). No final, jornal impresso e Twitter foram citados somente por 8% e 7%, respectivamente.

Recortes

O estudo também trouxe diferenças entre faixas etárias para fontes em que os entrevistados consomem conteúdo. O YouTube e Instagram aparecem entre os mais jovens. A rede de vídeos foi citada por 55% na faixa de 16 a 29 anos, contra 31% entre os com 60 anos ou mais. Já o Instagram conta com 41% de jovens e apenas 9% dos idosos.

Em contrapartida, a TV ainda é o espaço dos mais velhos: 67% dos consultados com mais de 60 anos disseram se informar sempre pela telinha, contra 40% na faixa entre 16 a 29 anos.

A pesquisa foi feita pela própria equipe do Congresso, com entrevistas por telefone. Segundo os autores, o nível de confiança é de 95%, com margem de erro de dois para mais ou para menos. A amostra foi composta de modo a buscar reproduzir as proporções da população, como as de gênero, raça, região, renda e escolaridade.

Fonte: Agência Brasil

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.