Brasil é o país que mais usa redes sociais na América Latina

Por Redação | 20 de Junho de 2016 às 13h37

Ninguém duvida que os brasileiros são apaixonados pelas redes sociais, mas é mais interessante ver essa devoção toda traduzida em números. Estudo divulgado nesta segunda-feira (20) pela eMarketer nos coloca como os principais usuários de redes sociais em toda a América Latina, com números bem adiante do segundo e do terceiro colocados.

Segundo o estudo, o Brasil tinha 78,1 milhões de usuários mensais ativos (isto é, que acessam uma rede social ao menos uma vez por mês) em 2014, número que subiu para 86,5 milhões em 2015 (crescimento de 10,7%) e alcança a metade de 2016 com 93,2 milhões (aumento de 7,8%).

Em segundo lugar está o México, que saltou de 43,7 milhões em 2014 para 49,5 milhões em 2015 (+13,2%) e chega em junho de 2016 com 56 milhões de usuários ativos (+13,1%). A Argentina, que fecha o pódio de países com mais usuários de redes sociais da América Latina, tinha 19,2 milhões em 2014 e foi para 20,8 milhões no ano passado (+8,5%); os hermanos chegam em junho de 2016 com 21,7 milhões de usuários (+4,2%).

Ao todo, o pedaço do continente americano que vai do norte do México até Ushuaia conta com 260 milhões de usuários de redes sociais, porção que corresponde a 42% de toda a sua população. Nos últimos anos, a quantidade de usuários tem aumentado de forma considerável: em 2014, eram 210 milhões de latino-americanos conectados às redes sociais; em 2015, este número chegou a 237,8 milhões. Para 2020, a previsão é de que sejamos 313,6 milhões de usuários de sites como Facebook, Twitter e Instagram, entre outros.

Redes sociais na América Latina

Usuários de redes sociais na América Latina. (Foto: Divulgação/eMarketer)

Penetração

Os números divulgados pela eMarketer mostram ainda o quanto as redes sociais estão presentes na maioria da vida dos internautas latino-americanos. O México lidera este quesito: 79,2% dos mexicanos com acesso a internet utilizam ao menos uma rede social — em 2020, esta porcentagem deve ser de 82,3%. O Brasil vem em segundo, com 77.8% dos internautas ligados a uma rede social — a previsão para daqui a quatro anos é de 80,3%. Na Argentina, 72,7% dos internautas estão nas redes sociais — em 2020, este número deve ser 75,5%.

Em relação à população total do país, a Argentina lidera o ranking: 49,4% de todos os argentinos acessam uma rede social ao menos uma vez por mês. O México vem em segundo, com 45,8% de toda a sua população conectada a uma rede social. Em terceiro está o Brasil, com 45,3% de todo o seu povo mantendo pelo menos uma conta em redes sociais.

Redes sociais na América Latina

Penetração das redes sociais entre os usuários de internet latino-americanos. (Foto: Divulgação/eMarketer)

Domínio do Facebook

Como era de se esperar, o Facebook é a rede social dominante na região — assim como o é em quase todo o restante do mundo. Segundo dados da eMarketer, 245 milhões de latino-americanos têm conta na plataforma criada por Mark Zuckerberg, um número impressionante que significa exatos 94,2% de todos os internautas do continente.

Em todos os países, o Facebook tem números expressivos entre as pessoas que usam alguma rede social. No México, 94,2% das pessoas que usam algum site do gênero estão no Facebook; no Brasil, a porcentagem é um pouco maior: 95%; por fim, na Argentina, o número é ainda maior, 97,7%.

Twitter ainda engatinha

Apesar do alvoroço causado pelo Twitter, a rede social dos 140 caracteres ainda engatinha por aqui, “indo pouco além de seu papel principal como fonte de notícias de última hora”, define a eMarketer. Segundo o estudo divulgado pela empresa, apenas 29% de todos os usuários de redes sociais da região estão no Twitter. Este número deve crescer 12,9% em 2016, segunda maior taxa de crescimento do mundo e ligeiramente maior do que a média mundial.

Dos três maiores países latino-americanos, o México lidera na proporção de usuários: 42% das pessoas com contas em alguma rede social tem perfil no Twitter. A Argentina vem em segundo lugar, com 36,9% e o pódio é fechado pelo Brasil, com 29,7%.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.