Após Jack Dorsey ser hackeado, Twitter suspende função de tuitar por SMS

Por Nathan Vieira | 04 de Setembro de 2019 às 19h20
Tudo sobre

Twitter

Saiba tudo sobre Twitter

Ver mais

No último dia 30, os hackers foram longe demais e invadiram simplesmente a conta de Jack Dorsey, o CEO do Twitter. Claramente, a rede social não gostou nem um pouco disso e, nesta quarta-feira (4), por meio de um comunicado oficial, a equipe anunciou que os usuários não vão mais poder tuitar por meio de SMS. Isso porque os tuítes maliciosos foram feitos via Cloudhopper, que é basicamente um serviço comprado pelo Twitter em 2010 em prol da melhoria de seus serviços de SMS.

Não está claro por quanto tempo o suporte a SMS para tuítes será desativado, mas na própria rede social em questão a equipe apresentou a novidade aos usuários: "Estamos desativando temporariamente a capacidade de tuíte via SMS para proteger as contas das pessoas. Estamos dando esse passo por causa das vulnerabilidades que precisam ser resolvidas pelas operadoras de celular e por confiarmos em ter um número de telefone vinculado para autenticação de dois fatores (estamos trabalhando para melhorar isso)". A conta oficial do Twitter ainda acrescenta: "Reativaremos isso em mercados que dependem do SMS para comunicação confiável em breve, enquanto trabalhamos em nossa estratégia de longo prazo para esse recurso".

CEO do Twitter, Jack Dorsey, que teve a sua conta hackeada na semana passada

No caso da conta do executivo Jack Dorsey, que possui 4,3 milhões de seguidores, os invasores começaram a publicar vários tuítes ofensivos, com direito até a insultos raciais. Especulações apontaram que talvez tenha sido o mesmo grupo a invadir as contas dos youtubers James Charles e Shane Dawson, anteriormente.

Na ocasião, a equipe disse estar "ciente que Jack foi comprometido e investigando o que aconteceu". Aparentemente, o Twitter tomou medidas rápidas para impedir que outras contas sejam invadidas pelo mesmo método. Sendo assim, resta apenas saber quanto tempo levará para que os problemas sejam resolvidos.

Fonte: Twitter via 9To5Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.