Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Amber Alert | Sistema da Meta encontra bebê sequestrado

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 29 de Fevereiro de 2024 às 10h33

Link copiado!

Reprodução/Meta
Reprodução/Meta

A polícia de Fortaleza (CE) conseguiu localizar e recuperar um bebê sequestrado com a ajuda do Amber Alert, uma ferramenta desenvolvida pela Meta que publica alertas sobre crianças desaparecidas no Facebook e no Instagram. De acordo com o site G1, a vítima foi recuperada na última segunda-feira (26) e uma mulher de 39 anos foi presa sob a suspeita de sequestro.

O que é o Amber Alert

O Amber Alert existe em mais de 30 países e está no Brasil desde agosto de 2023, resultado de uma parceria entre a Meta e o Ministério da Justiça. Em conjunto com as autoridades, a ferramenta dispara uma notificação em casos de pessoas menores de 18 anos desaparecidas, tudo com fotos e detalhes sobre o caso no Facebook e no Instagram para todos os usuários das redes sociais num raio de 160 km.

Continua após a publicidade

Para que isso aconteça, a autoridade policial precisa informar o caso para o Ministério da Justiça, que repassa as informações para a Meta. O alerta pode durar 24 horas no ar ou permanecer ativo até que as autoridades decidam removê-lo. 

Quem recebe o aviso nas redes sociais pode encontrar detalhes sobre a fisionomia da criança desaparecida e detalhes adicionais, como a placa do carro na qual a pessoa foi vista pela última vez ou informações sobre roupas. A Meta informa que o sistema é usado para informar casos mais graves de desaparecimento, quando existem circunstâncias suspeitas e há riscos de morte ou lesão corporal.

O Amber Alert está disponível apenas nos estados do Ceará e Minas Gerais e também no Distrito Federal, mas deve ser expandido ao restante do país no futuro. 

Continua após a publicidade

Entenda o caso

Em contato com o G1, o delegado-diretor da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa do Ceará, Ricardo Pinheiro, informou que o bebê de dois meses foi identificado a partir dos alertas nas redes sociais da Meta e esse foi o terceiro caso desde o começo do ano em que a polícia consegue localizar uma criança sequestrada a partir da ferramenta. 

De acordo com as autoridades, o sequestro teria ocorrido no sábado (24), e a sequestradora teria se aproximado da mãe para ficar com a criança. A mulher foi presa na segunda-feira, autuada em flagrante nos crimes de sequestro e cárcere privado.

Fonte: G1