Facebook supera estimativas e fecha segundo tri com receita de US$ 1,81 bilhão

Por Redação | 24.07.2013 às 20:18

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (24) seus rendimentos para o segundo trimestre de 2013, fechando com receita de US$ 1,81 bilhão (R$ 4,04 bilhões) ou dezenove centavos de dólar por ação. Os resultados garantiram para a empresa um aumento de 53% sobre os resultados do mesmo trimestre de 2012, e superaram a estimativa dos analistas de Wall Street de catorze centavos de dólar por ação e receita de US$ 1,62 bilhão (R$ 3,62 bilhões).

O mercado móvel, como era previsto, foi um dos setores mais proeminentes da companhia no trimestre, batendo até as estimativas mais otimistas. O Facebook afirmou que 41% de toda sua receita publicitária no período, ou US$ 656 milhões (R$ 1,4 bilhão), foi gerada a partir de anúncios móveis.

No geral, a receita com publicidade foi a responsável por 88% da receita total e cresceu 61% em comparação ao mesmo período do ano anterior. O negócio de pagamentos eletrônicos da rede social fechou com apenas US$ 214 milhões (R$ 478 milhões) no segundo trimestre, mantendo-se praticamente inalterado em comparação ao primeiro trimestre e apresentando crescimento de 11% em relação ao segundo trimestre de 2012.

A empresa afirmou que sua base de usuários ativos mensais cresceu 21% ano a ano passando para 1,15 bilhão e crescendo 27% entre os usuários ativos diários, totalizando 699 milhões de usuários no segundo trimestre. O Facebook também reportou uma base de usuários ativos diários nos dispositivos móveis de 219 milhões.

"Fizemos um bom trabalho no crescimento da nossa comunidade, aprofundando o engajamento e entregando fortes resultados financeiros, especialmente no mercado móvel", afirmou Mark Zuckerberg, fundador e atual CEO da empresa. "O trabalho que temos feito para entregar a melhor experiência móvel do Facebook está mostrando bons resultados e nos fornece uma base sólida para o futuro". Os resultados móveis da empresa fizeram com que Zuckerberg afirmasse que, em breve, a receita móvel será maior do que a gerada pelo desktop, segundo relata o VentureBeat.

A apresentação dos resultados do Facebook hoje (24) foi focada nos rendimentos do setor móvel, que deve salvar a receita publicitária da companhia enquanto a publicidade no desktop permanece estável ou apresenta crescimento negativo. Os analistas e investidores também estavam bem curiosos para saber se a empresa conseguiria continuar ampliando sua base de usuários, mantendo os antigos em sua base sólida.

Logo após o anúncio dos resultados, o valor das ações do Facebook aumentaram em 1,5%, atingindo US$ 26,51 (R$ 59,25), com as ações ganhando força durante as negociações após o fim do pregão.