Outdoors inteligentes poderão exibir propagandas direcionadas

Por Redação | 18 de Dezembro de 2014 às 16h35

No filme “Minority Report – A Nova Lei”, um sistema por escaneamento ocular é mostrado rapidamente em uma das cenas, exibindo anúncios direcionados que seriam capazes de, até mesmo, citar o nome do possível consumidor. Enquanto isso, no mundo real, a startup americana Pecabu quer criar um sistema semelhante, que com uma conjunção de aplicativos, promete entregar comerciais segmentados e métricas melhores para propagandas em público.

Inspirados nas mecânicas de publicidade online usadas por empresas como o Google e utilizando um financiamento de US$ 5,5 milhões, a empresa criou o CineGraph, um sistema intrincado que vai utilizar dados demográficos, apps para smartphones e até contagem de visualizações para entregar anúncios mais direcionados e com melhores resultados. A plataforma já se encontra em fase de testes em 20 outdoors dos Estados Unidos. As informações são do site Venture Beat.

Com dados obtidos em tempo real, os displays são capazes de exibir comerciais e anúncios de acordo com o horário e o estilo de vida de quem está passando por ali. Tudo acontece, garante a companhia, de forma não-invasiva e com segurança total para a privacidade de cada um. São três fases independentes que, quando unidas, geram um resultado que promete se tornar bastante atrativo para as empresas.

A primeira etapa é o Cinegraph, que também dá nome para a iniciativa como um todo. Por meio de câmeras, o outdoor tira fotos do ambiente a cada cinco segundos, reconhecendo informações como a quantidade de pessoas presentes, o total de carros ou a presença de congestionamentos ou aglomerações. Assim, se obtém um perfil de cada região, os horários em que elas estão mais movimentadas e também o tipo de transporte mais utilizado por ali. Isso, de início, já facilita na escolha dos anúncios mais apropriados.

Depois, entra o Debo (sigla para Demographics, Environment, Business and Operations), um sistema de inteligência artificial que faz um levantamento de redes sociais, sites de notícias, páginas policiais e meteorológicas para conhecer exatamente o que está acontecendo em cada local. Tudo a partir de fontes públicas e, garante a Pecabu, de forma completamente segura. O poder de processamento seria comparável ao Watson, da IBM, o que serve para mostrar bem a que o sistema veio.

Por fim, entra o Peca, considerado como uma das partes mais importantes do negócio e responsável por, efetivamente, conhecer o perfil das pessoas que passam por cada região. Por meio de um programa de recompensas, os usuários são incentivados a manterem o GPS de seus celulares ativados, enviando informações sobre sua localização o tempo todo para a Pecabu, mas de maneira totalmente anônima.

Disponível para iOS e Android, o app também permite que os usuários respondam a questionários e deem informações sobre suas preferências em troca de créditos em lojas online ou dinheiro vivo. Assim, os dados mais pessoais são cruzados com as análises demográficas e de localização dos outros dois produtos. O resultado é uma média de público em cada ponto de exibição de propagandas e um conhecimento mais profundo sobre o estilo das pessoas que passam por ali.

Inicialmente, a Pecabu trabalha com um custo de exibição de US$ 10 a cada mil visualizações de anúncios. Assim, os anunciantes têm noção de quantas pessoas viram suas propagandas e qual o tipo de público que teve contato com elas, gerando relatórios que podem ser cruzados com os dados de venda. Algo que nenhum sistema de publicidade externa hoje em dia é capaz de fazer.

Mais do que simplesmente entregar métricas, a Pecabu acredita que o Cinegraph é um sistema importante no sentido da criação de cidades inteligentes e conectadas. Por enquanto, a plataforma ainda se encontra em estado Beta, mas a empresa promete fazer o lançamento formal do serviço até março, no festival South by Southwest. Até lá, ela pretende aumentar o número de outdoors e ter resultados concretos para apresentar, baseados nas empresas parceiras dos testes iniciais.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.