Google também está investindo em anúncios de aplicativos

Por Redação | 22.04.2014 às 17:05

Depois do Facebook e Twitter, agora é a vez do Google investir em anúncios que promovem a instalação de aplicativos. A empresa revelou nesta terça-feira (22) que vai começar a exibir propagandas do tipo em vídeos do YouTube e buscas realizadas por dispositivos móveis, com ofertas direcionadas de acordo com o tipo de app instalado no aparelho de cada usuário. A novidade foi esmiuçada em uma transmissão ao vivo que está disponível na íntegra.

Segundo a empresa, a ideia é exibir publicidade desse tipo sempre que o usuário fizer pesquisas relacionadas ou acessar conteúdo de determinadas áreas de interesse. Como exemplo, o Google citou usuários de softwares para controle de corridas que podem ver anúncios de soluções relacionadas a fitness ou apps para cálculos de calorias ingeridas, por exemplo.

Já no YouTube, o sistema será integrado ao TrueView, plataforma que exibe propagandas antes do início da reprodução dos vídeos. Ali estarão links que levarão os usuários para lojas online, onde eles poderão conhecer mais sobre a solução anunciada e, se desejarem, efetuar o download. A dinâmica será a mesma e os anunciantes somente pagarão pela exibição caso o espectador assista ao anúncio até o final.

Outra iniciativa do Google é voltada a incentivar seus usuários a retornarem às soluções já instaladas. Usando também o YouTube e a ferramenta de buscas, a empresa quer permitir que os anunciantes criem links que levam para dentro dos próprios aplicativos, com ofertas especiais e variados incentivos para o uso continuado.

A companhia baseia isso em uma pesquisa interna, que revelou que 80% dos aplicativos baixados pela Play Store são usados uma única vez. Assim, mesmo com altos números de downloads, as empresas acabam com pouca presença em seus apps mobile, algo que o Google agora tenta reverter com seu novo sistema de anúncios.

Como tudo que vem da gigante das buscas, a aplicação da novidade será feita gradativamente, começando pelos usuários americanos. A expectativa do Google é que todos os usuários tenham acesso à publicidade móvel já ao longo das próximas semanas.