Review JBL Tuner 2 FM | Ótimo rádio, mas o som é regular no Bluetooth

Review JBL Tuner 2 FM | Ótimo rádio, mas o som é regular no Bluetooth

Por Jucyber | Editado por Léo Müller | 05 de Agosto de 2021 às 12h00
Francielle/Canaltech

Quando o assunto é caixas de som Bluetooth, a JBL é a marca que mais se destaca, seja pela quantidade de opções ou pela qualidade que cada uma entrega por um preço equilibrado. Após popularizar os modelos da linha Flip, a empresa vem apostando em alternativas diferenciadas. A Tuner 2 FM é uma delas.

No ano passado, a fabricante lançou este produto no Brasil como uma versão atualizada do modelo anterior, que tem como principal diferencial a possibilidade de uso como rádio. A caixa conta com recursos importantes da antecessora, mas traz renovações no design e aprimoramentos na experiência de uso.

O fato de ser focada em um público muito específico faz muita gente ter dúvidas a respeito da JBL Tuner 2 FM. Será que vale a pena trocar potência pela oportunidade de comprar uma caixa 2 em 1? Vamos conferir.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Confira o preço atual da JBL Tuner 2 FM

Prós

  • Design bonito;
  • Conexão de 3,5 mm (P2);
  • Boa autonomia de bateria;
  • À prova d’água.

Contras

  • Potência abaixo do esperado;
  • Distorções em volume médio e alto;
  • Tempo de carregamento.

Design e construção

As caixas da JBL têm uma assinatura de design muito forte, facilitando a identificação dos modelos da marca pelo formato. A Tuner 2 FM recebeu mudanças pontuais, mas se manteve no aspecto clássico da linha Flip, que é a principal referência visual desse modelo.

A Tuner 2 FM é maior e mais pesada do que a antecessora JBL Tuner FM. Além disso, características externas foram alteradas, deixando ela mais parecida com a JBL Charge 4.

  • Dimensões (L x P x A): 18 x 7 x 7,2 cm;
  • Peso: 543 g.

O formato de pílula não tira a versatilidade de posições dessa caixa, que pode ser usada tanto na horizontal quanto na vertical. Na parte de baixo, ela possui dois pés de borrada para não a arranhar suas mesas e móveis.

No topo existem 12 botões para controles de volume, ajuste das estações de rádio, conexão com o Bluetooth e até mesmo a memorização de estações específicas. Essa opção é interessante para quem gosta de manter a rádio favorita sempre salva e acessá-la com apenas um toque.

O revestimento a JBL Tuner 2 FM é todo em plástico emborrachado, e isso a faz muito confortável de segurar e fácil de limpar. Na lateral está o botão de energia e, na frente, a única saída de som.

Além do alto-falante, existe uma tela que exibe informações a respeito da estação de rádio que está sendo executada, animações sobre o nível de bateria e volume, bem como dados para emparelhar ou conectar a caixa com algum dispositivo via Bluetooth.

A JBL Tuner 2 FM é um rádio muito bonito e confortável de usar no dia a dia. Apesar do peso, o equipamento é compacto e o transporte fácil de ser feito. A empresa conseguiu misturar bem o estilo característico da marca com as antena e os botões necessários.

Para completar, no verso estão as conexões físicas da caixa de som. Felizmente essa versão possui conector 3,5 mm (P2), que permite o plugue de fones de ouvido ou cabos de áudio. A entrada USB-C serve apenas para o carregamento da bateria do aparelho.

Na traseira, ajustado em um compartimento, está o elemento essencial para usar a caixa de som como rádio: a antena. O acessório é compacto quando retraído, mas fica com quase 1 metro de comprimento quando estendido, facilitando na captação de diferentes frequências.

Botões de controle e conectividade da JBL Tuner 2 FM (Imagem: Ivo/Canaltech)

Um ponto positivo da linha Flip foi herdado pela JBL Tuner 2 FM: a resistência à água. O fato desse dispositivo ter certificação IPX7 garante a segurança que alguns usuários precisam ouvir o rádio perto da água.

Vale lembrar que essa certificação ainda tem limitações. Então, evite mergulhar a caixa em piscinas e nem pense em usá-la na praia, pois a proteção não é válida para água salgada.

Qualidade de som

A respeito da qualidade sonora, é importante alertar que o tamanho compacto é um complemento para a qualidade. A potência da JBL Tuner 2 FM tem 5 W RMS, potência próxima do que vemos em modelos bem menores, como a JBL GO.

No uso prático, dá para sentir que esse desempenho está abaixo do esperado para o preço cobrado pela empresa. As limitações sonoras estão diretamente ligadas a saída de som do aparelho.

Caixa de som JBL Tuner 2 FM (Imagem: Ivo/Canaltech)

Seja no rádio ou via Bluetooth, a reprodução do áudio é mais direcionada para os graves. Quando músicas com tons mais altos são executados, os chiados atrapalham a experiência sonora.

Isso demonstra que a equalização poderia ser melhor. Apesar da percepção dos graves, médios e agudos, usar a JBL Tuner 2 FM com o volume em 50% ou superior não é agradável aos ouvidos.

No uso prático, essa caixa de som fica abaixo da qualidade esperada para um produto da marca. Apesar de a JBL ter um histórico negativo em “refinamento sonoro mais extremo, a caixa com rádio está inferior ao cobrado pelo aparelho de uso múltiplo.

Bateria e conectividade

Como a JBL não disponibiliza o carregador de tomada na embalagem dos produtos, foi necessário testar o tempo para recarregar a Tuner 2 FM com um acessório focado em outro tipo de uso.

Eu testei com um carregador de 30 W da Motorola, e consegui completar o ciclo de 0% até 100% em cerca de duas horas. Isso demonstra que um carregador com essa potência, ou até inferior, vai possibilitar um tempo de carregamento alto.

Porém, é preciso avaliar esse período como um ponto positivo, pois a empresa indica um tempo médio de 3 horas e meia para a caixa de som chegar no nível máximo de carga novamente.

A bateria da JBL Tuner 2 FM dura mais no modo rádio (Imagem:Ivo/Canaltech)

A JBL Tuner 2 FM promete uma autonomia de até 12 horas no uso contínuo. Porém, a durabilidade tem variações relacionadas com o modo de uso, tipo de música que está sendo reproduzida e o volume do som.

Para chegar a um resultado justo, testamos a caixa no modo rádio e tocando músicas via Bluetooth para ver se havia mudança na administração energética que indicasse uma das maneiras como a mais econômica no dia a dia.

Teste de bateria com Spotify na JBL Tuner 2 FM:

  • Nível de bateria antes do teste: 100%;
  • Nível de volume: 50%;
  • Tipo de músicas reproduzidas: gêneros variados;
  • Tempo total reproduzindo música até acabar a bateria: 12 horas e 9 minutos.

Teste de bateria no modo rádio da JBL Tuner 2 FM:

  • • Nível de bateria antes do teste: 100%;
  • • Nível de volume: 50%;
  • • Tipo de músicas reproduzidas: gêneros variados;
  • • Tempo total reproduzindo música até acabar a bateria: 13 horas e 24 minutos.

Como base nos resultados, é notório que a experiência de uso no modo rádio ou reproduzindo músicas via Bluetooth vai ser próxima.

Sendo assim, a bateria robusta dessa versão 2 em 1 proporcionará uma usabilidade longa e versátil nas duas modalidades.

A conexão da JBL Tuner 2 FM via Bluetooth é feita diretamente pelo recurso dos dispositivos compatíveis. Ao contrário dos modelos mais robustos, como a linha Flip e Charge, essa versão não é compatível com o aplicativo “JBL Portable”, deixando o usuário limitado aos recursos de ajuste do próprio aparelho.

Ficha técnica

  • Versão do Bluetooth: 4.2;
  • Potência de saída: 5 W RMS;
  • Proteção: IPX7 (imersão em água até 90 centímetros por no máximo 30 minutos);
  • Autonomia de bateria: 12 horas;
  • Tempo de recarga: 3,5 horas;
  • Entrada cabo de áudio de 3,5 mm: sim;
  • Viva-voz: não;
  • Integração com assistente: não;
  • Power bank: não;
  • Dimensões (L x P x A): 18 x 7 x 7,2 cm;
  • Peso: 543 g.

Concorrentes diretos

A JBL Tuner 2 FM tem duas concorrentes diretas, a JBL GO e JBL Flip 5. Elas têm formatos diferentes, o propósito de cada uma demonstra similaridades com a versão que tem rádio.

Quando se trata de potência, a JBL GO é bem próxima da Tuner 2 FM. Apesar dos tamanhos serem bem diferentes — já que a GO é compacta — e o preço da “quadradinha potente” ser menor, o volume de reprodução sonora dá sentido para essa comparação.

A JBL Flip 5 é a principal alternativa em potência da Tuner 2 FM (Imagem: Ivo/Canaltech)

Enquanto a GO tem 4,2 W de capacidade, a JBL Tuner 2 FM alcança 5 W. Na prática, só quem tem ouvidos mais apurados sentirá a diferença, pois o volume máximo as deixa em um patamar muito aproximado.

A respeito de tamanho e potência, a JBL Flip 5 se destaca positivamente. O design é parecido com o da Tuner 2 FM, mas a potência de 20 W por um valor semelhante faz dela uma alternativa mais completa.

Mesmo sem ter rádio, quem tem algum tipo de interesse por esse consumo de mídia pode optar por ouvir online via Bluetooth com a qualidade melhor e o volume superior.

Conclusão

A caixa de som JBL Tuner 2 FM é para quem quer sair das propostas sonoras tradicionais da marca. Esse produto foi desenvolvido para quem gosta de ouvir rádio com frequência e não é tão entusiasta de áudio.

Em relação à qualidade sonora, ela não está no patamar das melhores da marca, muito abaixo do esperado para o tamanho dela. A potência é baixa, mas isso pode não fazer diferença quando se quer uma experiência de som simples.

JBL Tuner 2 FM (Imagem: Ivo/Canaltech)

Os grandes destaques dela são os botões de programação para rádio e a rápida alternância entre o modo FM e Bluetooth, mostrando que o produto atenderá bem ao público-alvo.

A respeito da captura de sinal, ela é boa nos dois modos e isso quer dizer que a caixa rastreará bem diferentes frequências de rádio nas redondezas da sua localização e via Bluetooth ela funcionará bem, mesmo que o celular ou outro produto conectado esteja distante.

Sendo assim, a JBL Tuner 2 FM foi desenvolvida para quem ainda ouve rádio e não se importa em pagar para ter essa função e perder em potência geral para outras opções de preço semelhante.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.