Philips HUE vs Smarteck E27: qual lâmpada vale mais a pena?

Philips HUE vs Smarteck E27: qual lâmpada vale mais a pena?

Por Amanda Abreu | Editado por Léo Müller | 03 de Agosto de 2021 às 09h27
Rafael Damini/Canaltech

As lâmpadas inteligentes costumam ser um dos primeiros produtos adquiridos por quem pretende ter uma casa conectada. A praticidade em poder desligá-las através de um comando de voz, regular a potência e emissão de brilho, configurar uma rotina ou o acionamento remoto são algumas das grandes vantagens que esses produtos proporcionam.

Pude testar dois modelos de lâmpadas diferentes, sendo elas a Philips HUE e Smarteck, e agora trago a minha experiência direta de uso, com os pontos positivos e negativos entre elas.

Confira na nossa comparação.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Lâmpada Smarteck (Imagem: Ivo/Canaltech)

Conectividade

A conectividade é uma das principais diferenças entre as lâmpadas Smarteck e Philips HUE. Enquanto a Smarteck conta com conexão Wi-Fi para realizar o pareamento com o app próprio e assistentes pessoais, a Philips HUE funciona somente com a tecnologia Bluetooth.

Essa limitação da Philips faz com que algumas funcionalidades sejam vinculadas diretamente a um acessório vendido à parte pela marca: o hub inteligente. Isso não ocorre na lâmpada da Smarteck, que oferece suporte mais completo – sem a necessidade da “compra obrigatória” de um segundo produto. Em termos de conectividade, a Philips fica em desvantagem por falta de versatilidade.

Philips HUE (Imagem: Ivo/Canaltech)

Usabilidade

Ambas as lâmpadas possuem propostas bem parecidas. A Smarteck tem foco em ser uma lâmpada inteligente totalmente controlável por assistentes pessoais e app próprio – o que garante também o acionamento remoto.

Já a Philips, além dessas mesmas funcionalidades, conta com algumas características a mais. A possibilidade de sincronizar as luzes com filmes, músicas e jogos pode ser bem interessante, principalmente se o usuário quiser criar um ambiente mais apropriado e imersivo dependendo da situação.

Nos dois produtos é possível criar rotinas de iluminação, escolher entre cenários já pré definidos, ligar/desligar através de assistentes pessoais, entre outros.

App

Começando pela Smarteck, o app próprio é bastante intuitivo, simples e fácil de usar. A configuração também é tranquila de ser feita, bastando seguir as orientações passadas na tela do seu celular.

Já na Philips HUE a experiência não é das melhores. Primeiro, durante todo o processo de configuração do aplicativo era solicitado que o hub da Philips – vendido separadamente – estivesse conectado. Algo que não fazia muito sentido, já que é perfeitamente possível realizar a configuração através do Bluetooth, como fizemos em nossos testes.

Lâmpada Smarteck (Imagem: Ivo/Canaltech)

Após a conclusão do processo, porém, descobri que algumas funcionalidades bem importantes eram vinculadas diretamente ao hub. Por se tratar de uma lâmpada com tecnologia Bluetooth e Zigbee, o acionamento remoto depende da conexão entre a HUE e esse acessório, podendo através dessa ponte conectar-se à internet. Caso o usuário não adquira o hub, essas funcionalidades “online” ficarão indisponíveis.

Integração com assistentes

As duas lâmpadas possuem suporte aos assistentes pessoais da Google, Alexa e Siri. Será possível utilizar o comando de voz para controle, sem problemas. Contudo, no caso da Phillips HUE, o hub precisa estar conectado à lâmpada para que essa funcionalidade fique disponível. Sem isso, o controle da lâmpada se dá apenas através do app no seu celular.

Faixa de preço

Apesar de serem produtos bem parecidos em suas propostas, os preços não seguem essa mesma lógica. No caso da Philips HUE, existe a possibilidade de adquirir a lâmpada ou o kit de lâmpadas + hub.

As lâmpadas separadas saem na faixa de R$ 350, enquanto o kit (três lâmpadas e uma HUE bridge) começa em R$ 980. Preço salgado para quem pretende iniciar o projeto de casa inteligente.

Já os preços da Smarteck são bem competitivos, começando em R$ 85. Diferentemente da Philips, a lâmpada Smarteck não necessita de acessórios adicionais para que todas suas funções sejam automaticamente disponibilizadas.

Cores e outras especificações

Tanto a Smarteck quanto a Philips HUE possuem tecnologia RGBW. Isso garante que as cores base – red (vermelho), green (verde), blue (azul) – estejam separadas da branca (white), garantindo maior fidelidade na reprodução delas.

Philips HUE (Imagem: Ivo/Canaltech)

Minha experiência foi bastante semelhante em ambos os produtos nesse quesito. Ao testar cores diferentes, percebi que o brilho não era muito “potente”. Já o branco, por ser separado das demais, possui maior brilho e melhor fidelização da cor.

Por fim, a Smarteck é bivolt e possui as versões de 7 W e 12 W, diferentemente da Philips, que, além de não ser bivolt, possui potência única de 9 W em suas lâmpadas.

Qual devo comprar?

Ambas as lâmpadas, apesar de seguirem propostas parecidas, são produtos designados para públicos diferentes. Começando por valores, a Smarteck é uma opção mais acessível e dentro da expectativa para boa parte dos consumidores.

Já a Philips HUE procura um público mais nichado, voltado, especificamente, para quem procura maior ambientação, principalmente por possibilitar a sincronização das cores através de filmes, músicas e jogos executados em TVs e aparelhos de som.

Caso você esteja começando seu projeto de casa inteligente, a Smarteck se torna a melhor opção entre as duas apresentadas aqui. Além do valor acessível, não possui nenhuma limitação ou venda atrelada de produtos para que todas as suas funcionalidades sejam acessadas. O app próprio é intuitivo, fácil de ser utilizado, e é totalmente traduzido para o nosso idioma.
Mas, caso queira avaliar as duas opções, confira o nosso link abaixo para garantir boas ofertas:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.