Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Motorola Moto Snap Power Pack & TV Digital [Análise]

Por| 02 de Julho de 2018 às 19h24

Link copiado!

Motorola Moto Snap Power Pack & TV Digital [Análise]
Motorola Moto Snap Power Pack & TV Digital [Análise]
Tudo sobre Motorola

A aposta da Motorola nos Snaps com a família de smartphones Moto Z começou em 2016, e atualmente 9 modelos dos acessórios são disponibilizados pela fabricante. Um dos mais recentes é o Power Pack & TV Digital, que mescla bateria extra e faz com que o celular se transforme numa TV. Esse Moto Snap, claro, vem numa hora estratégica: é ano de Copa do Mundo lá na Rússia, e como o brasileiro adora um futebol, cá está ele!

Sozinho, o Power Pack & TV Digital pesa 150 gramas e tem 9,4 mm de espessura no seu ponto mais grosso. Para efeito de comparação, some isso aos ~155 g do Z3 Play, ou aos ~145 g do Z2 Play, ou aos ~143 g do Z2 Force e tenha um conjunto de, basicamente, 300 g para carregar por aí.

Neste caso, é mais vantajoso manter o Snap dentro da mochila ou bolsa, e utilizar ele quando realmente for assistir algo, para não ter um produto tão pesado em mãos o tempo todo.

Não há muito segredo no seu funcionamento ou visual. Ele tem traseira texturizada para facilitar a ergonomia, traz uma porta USB-C para carregamento, um suporte para apoiar o celular (e que também é a antena!) e um indicador de bateria no lado de dentro. Vale destacar, porém, que a bateria do acessório pode ser checada pelo próprio dispositivo.

Continua após a publicidade

Como a premissa aqui é fazer com que o usuário tenha mais tempo com o smartphone ligado para assistir TV, existe uma bateria interna de 2.800 mAh do Power Pack & TV Digital. Sozinho, o Moto Snap Power Pack tem bateria de 2.220 mAh. Numa matemática rápida, você tem, utilizando o módulo:

Isso, por si só, já garante pelo menos de 5 a 6 horas de reprodução sem parar, dependendo do seu uso. Se você for do tipo que só assiste coisas em horários pontuais e não vai precisar de tanto tempo na TV, ainda consegue ficar com o smartphone ligado por muito mais tempo com uma única carga. O que, é claro, é um adicional muito interessante.

Continua após a publicidade

Aliás, o Power Pack pode carregar normalmente o seu smartphone, e você ainda tem a possibilidade de gerenciar estas cargas. Se, por acaso, ele for descarregado durante o uso, vai “sugar” a bateria do smartphone que tiver plugado.

Assistindo a TV e recursos

Logo quando você conecta o Moto Snap ao smartphone, um pop-up é exibido para que você baixe o aplicativo TV Digital, com indicadores para o app Globo Play. Uma parceria entre a emissora de TV e a fabricante de smartphones garante de brinde seis meses de assinatura do serviço.

Continua após a publicidade

Esse aplicativo individual tem uma cara limpa, com recursos e botões bem explicativos. Ele recebe sinal Full-Seg (1920 x 1080 pixels) com qualidade e estabilidade, e One-Seg (320 x 240 pixels) para quando não conseguir manter uma conexão estável. O áudio, claro, sai do próprio smartphone.

A frequência, ao menos para os canais de São Paulo, rende imagens em alta qualidade. Se você usa um Moto Z3 Play, é possível “esticar” o conteúdo (nas configurações) para que ele preencha toda a tela. Em contrapartida, você não pode cobrir a haste/suporte ou então o sinal fica fraco; e em locais como no subsolo as coisas também podem complicar.

Além de reservar uma área para os seus programas e canais preferidos, no aplicativo há a possibilidade de gravar um programa para assistir posteriormente. Não satisfeito, ele deixa que você agende as gravações; assim, o app inicia automaticamente no horário definido e começa a gravar tudo.

Em teoria, esse recurso é muito cômodo. Na prática, ele pode ser difícil de lidar. Se o seu smartphone estiver num local com recepção complicada, as imagens não ficarão legais; se o smartphone estiver bloqueado, ele não conseguirá sintetizar nada e simplesmente vai iniciar a gravação do que será resultado numa grande tela preta.

Continua após a publicidade

Agora, voltando às configurações do aplicativo TV Digital, existe uma área destinada ao controle parental, onde você pode configurar uma idade mínima para alguns programas e senha para acessá-los, também.

Só que se você é mais do tipo que vai dormir e deixar o celular com a TV do ladinho, existe um “modo dormir” com timers de 15 a 120 minutos que finaliza a transmissão para não atrapalhar o seu sono. Ainda em tempo, você pode ouvir as programações mesmo com o smartphone bloqueado.

Vale a pena?

Continua após a publicidade

O Moto Snap Power Pack & TV Digital funciona como um combo interessante. Ele oferece mais longevidade de uso, graças à bateria extra, e ainda permite que você possa assistir aos canais da TV aberta de qualquer lugar.

O cômodo acessório só tem sua praticidade colocada à prova por causa da ergonomia que pode ser atrapalhada considerando o peso. Ele também tem a limitação do suporte de apoio, que também funciona como a antena.

Assim, estamos diante de um acessório interessante para a família Moto Z. Mas, além de tudo isso, o seu preço sozinho, fora de pacotes com smartphones, foi estipulado em R$ 449. Desta forma, o valor pode assustar facilmente o consumidor, mas ainda pode ser atraente para esse público específico.

O fato dele não necessitar de um pedaço de fio na entrada P2 também facilita na hora de receber os sinais. Entretanto, mais uma vez, o valor do dispositivo é meio salgado. Se você busca mais um modo de deixar o smartphone ligado por mais tempo, existem power banks muito mais baratos no mercado.

Continua após a publicidade

Mas, se o trenzinho do hype da Copa já bateu aí na sua porta, saiba que o investimento pode valer a pena, mas que você precisará considerar mais alguns pontos. O mais importante deles, é: você está feliz com o seu Moto Z? Se sim, corre menos risco. Se não estiver tão satisfeito, saiba que pode ser difícil recuperar uma grana vendendo o Snap.