Mercedez-Benz quer incluir drones em vans para ajudar nas entregas

Por Redação | 12 de Setembro de 2016 às 13h14
photo_camera Divulgação

Os drones estão ganhando cada vez mais espaço no mercado e nos planos de empresas de diferentes setores - até mesmo delivery de burritos eles estão fazendo. Com um investimento de US$ 562 milhões, a Mercedes-Benz também planeja acrescentar o pequeno veículo não tripulado em uma linha de vans elétricas. Os modelos contariam com dois drones como parte de um sistema de bordo da van.

A ideia é colaborar com clientes corporativos e seus sistemas de entregas que, devido ao crescimento do comércio online, estão sob grande demanda. A Daimler AG, com base em Stuttgart, Alemanha, é quem está encarregada deste conceito e as divisões DHL e United Parcel Service Inc., ambas da Mercedes, veem a entrega por meio de drones como possibilidade até mesmo quando o cliente não estiver em casa.

O valor a ser investido será feito ao longo de cinco anos, mas não foram informados prazos sobre a disponibilidade dos drones ou de um braço robótico dentro da van de forma comercial.

Van Mercedes-Benz

No projeto, os drones seriam fixados no teto da van e são feitos de fibra de carbono e alumínio, compostos por quatro hélices de 22 polegadas. Ao chegar no ponto onde o drone deve decolar, o braço robótico se move dentro de uma caixa especial e abre uma escotilha para que seja possível pegar o item da entrega. O drone então usa o GPS para localizar o local de pouso previamente definido pelo cliente.

"O negócio no nosso setor está mudando radicalmente, por isso estamos olhando muito além do nosso produto principal e queremos entrar em novos mercados", disse Volker Mornhinweg, diretor de negócios da Mercedes por meio de um comunicado.

As possibilidades de uso de drones estão sendo cada vez mais exploradas e, apesar de a aeronave ainda não ter uma legislação reguladora, as indústrias têm pesquisado o uso em inspeções de estrada de ferro, entrega de órgãos para transplantes, entre outros.

"O crescimento do transporte significa que temos que mudar nossos processo de acordo com essas novas realidades", apontou Stefan Maurer, diretor de sistemas de transporte de vans do futuro da Mercedes-Benz.

Fonte: Convergecom