Dia Mundial do Gato | Os bichanos também podem ser tech

Por Felipe Junqueira | 17 de Fevereiro de 2021 às 16h40
IRCat/Pixabay

Com licença para quem prefere os cachorros, porque o dia hoje é dos "cat lovers"! Mas nada de "ou um ou outro" aqui; afinal, cães e gatos são nossos melhores companheiros independente da espécie. É que, hoje, 17 de fevereiro, é o Dia Mundial do Gato, então os caninos que nos perdoem, mas este dia é dos bichanos!

"Mas Canaltech, já tem um 'dia do gato' em agosto, está certo isso aí?". Está certo sim: no dia 17 de fevereiro, celebra-se o Dia Mundial do Gato por conta duma organização italiana de defesa animal, que escolheu a data para ajudar a promover campanhas contra maus tratos. Só que o Dia Internacional do Gato, em agosto, foi criado em 2002 pela IFAW (sigla para Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal), com o objetivo de levantar debates e conscientizar tutores sobre como cuidar corretamente dos felinos domésticos. 

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Os gatos são os verdadeiros reis da internet, e isso faz com que um número muito maior de pessoas, hoje, escolha criar gatinhos em casa, em comparação com décadas passadas. Porém, o lado negativo dessa popularidade virtual é que muita gente encara os gatos com olhos errados: ou os tratam como cachorros, ignorando totalmente que bicho não é tudo igual, ou os tratam como objetos de interesse para atrair mais likes, comentários e seguidores nas redes sociais. Não é raro vermos pessoas com gatinhos mil no feed do Instagram, mas se conhecer um pouco mais a fundo, ver que a pessoa mal dá atenção e não faz a menor ideia de como cuidar de um gato.

Justamente tentando reduzir a quantidade de gente postando no Facebook coisas como "meu gato está vomitando, o que eu faço?", em vez de levá-lo de uma vez ao veterinário, é que instituições como as citadas acima criaram os "dias dos gatos" para promover o que chamamos de "adoção responsável": ter a consciência de que se trata de uma vida, e não de um bibelô peludinho, que vai exigir cuidados diários específicos e viver em média uns 15 anos.

E parte desse conceito de tutela responsável envolve, claro, a tecnologia. Um gato, assim como um cachorro, exige cuidados diários e monitoramento para evitar problemas de saúde e viver a média de 15 anos, garantindo a alegria da casa. Por sorte, existem alguns produtos tecnológicos que podem ajudar ao menos em parte desses cuidados — e o Canaltech aproveita o Dia Mundial do Gato para recomendar alguns dos melhores disponíveis no Brasil.

Bolinha inteligente

Bolinha inteligente tem LED para atrair atenção do gato (Imagem: Divulgação/Owfeel)

Uma das tarefas mais importantes, e que deve ser feita diariamente, é a brincadeira com o seu gatinho. Exercícios que simulam a caça, para fazer o felino correr, pular e pegar uma suposta presa, são essenciais não apenas para garantir um bom condicionamento físico, como também para você, ao observar os movimentos dele, saber se há algo errado, como algum machucado que atrapalhe a locomoção do animalzinho.

E dá para automatizar uma parte dessa brincadeira com a bola de brinquedo da Owfeel, que se mexe sozinha e tem luz LED para atrair a atenção do bichano. Assim, enquanto ele corre atrás do que pensa ser uma presa, você aproveita para fazer outras tarefas da casa, desde que não esqueça de observar se o gato está brincando normalmente. E é sempre bom dar alguns petiscos para ele no final, como forma de recompensa por ser um grande caçador.

A bolinha tem bateria com duração entre 3 a 4 horas, que pode ser recarregada com um cabo USB, que já acompanha o produto. O dispositivo funciona por até 45 minutos e é reativado por forças externas, para recomeçar a brincadeira se o gato estiver interessado.

Robozinho inteligente

Bentopal P03 é um "robô provocador de gatos" (Imagem: Divulgação/Bentopal)

Outra opção de brincadeira “automatizada” é o robozinho inteligente da Bentopal, que também se move sozinho e possui LED para atrair a atenção do gato. Diferente da bolinha, este dispositivo possui duas rodas que giram de maneira independente, e permite acoplar um chamativo extra, com uma bolinha ou uma pena.

O robô tem dois sensores de colisão para evitar ficar batendo nos seus móveis e outros objetos, e muda de direção ao encontrar obstáculos. São dois motores independentes, um para cada roda, que permitem girar ou se mover para a frente ou para trás. O brinquedo funciona em ciclos de 10 minutos para não cansar demais o gato, ficando parado por uma hora e meia até o ciclo seguinte.

Funciona com uma bateria de íon de lítio de 620 mAh, que tem autonomia para até 8 horas de funcionamento, considerando os ciclos e o período de descanso. Carregável com cabo USB que vem com o produto.

Brinquedo interativo

Brinquedo interativo tem cordinha que sobe e desce sozinha (Imagem: Divulgação/Balacoo)

Uma terceira opção de brinquedo para gastar as energias e manter o condicionamento físico do seu gato é o brinquedo de treinamento da Balacoo, que tem uma haste com uma cordinha com uma bolinha que sobe e desce sozinha. É só fixar no canto de uma mesa para cinco minutos de diversão do bichano. Dá para trocar a bolinha peluda por um outro brinquedo favorito do seu felino.

Comedouro inteligente

Os gatos gostam muito de rotina, e o horário de comer é o momento mais importante no dia do felino. Se você viaja muito ou se já cansou de acordar com o bichinho miando ou pulando pela cama para alertar que está na hora de renovar a ração, tem a tecnologia ao seu lado para ajudar.

O comedouro automático para pets com câmera Wi-Fi da Ekaza tem um nome autoexplicativo, mas vale a explicação mais aprofundada. Trata-se de um dispositivo programável para liberar a comida no horário, mesmo sem ação direta, e tem ainda a opção de ativar ao toque de um botão, sempre despejando a quantidade certa no pote.

A câmera Wi-Fi ainda permite que você veja seu animalzinho se alimentar e até conversar com ele mesmo à distância. O comedouro ainda tem alerta de entupimento ou escassez de comida, slot invisível para usar uma powerbank, captura de foto e vídeo e visão infravermelha para saber o que está acontecendo mesmo no escuro. E é compatível com app próprio da Ekasa, Alexa ou Google Home.

O produto tem capacidade para 3,7 L de ração e traz suporte à banda 2,4 GHz do Wi-Fi. Pode ser utilizada na tomada ou em uma powerbank, e possui câmera com resolução 720p (HD).

Outro comedouro inteligente

Petkit regula o horário de comer do seu animal de estimação (Imagem: Divulgação/Imaginarium)

O comedouro inteligente Petkit, da Imaginarium, tem a mesma proposta: programar o horário e quantidade de ração para seu gato ou cachorro. É útil para quem fica o dia todo fora de casa, viaja muito ou simplesmente precisa educar melhor o animal de estimação para comer a quantidade certa todo dia, já que pode liberar pequenas doses ao longo do dia, evitando que ele passe fome durante um período muito longo.

O produto tem capacidade de 2,5 kg de ração seca em um recipiente com dessecante, para manter o alimento sempre crocrante. Na parte externa, um compartimento em aço inoxidável, de fácil limpeza.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.