Confira algumas dicas para verificar se um cartão de memória é falso

Por Dimitri Pereira

Hoje em dia é muito comum que produtos piratas sejam achados facilmente em lojas e estabelecimentos comerciais, o que deixa os usuários muito confusos se estão levando para casa peças originais ou não. Ao escolher um cartão SD de qualidade e procedência garantida, você deve observar alguns detalhes para não prejudicar os seus aparelhos eletrônicos.

A seguir vamos listar algumas dicas para que você saiba como identificar características que atestam a integridade e autenticidade de um cartão de memória SD. Das diversas marcas que vendem modelos no Brasil, selecionamos as três maiores fabricantes: Kingston, Samsung e SanDisk para apresentar alguns aspectos de identificação.

Samsung

A Samsung, por ser uma grande empresa é uma das que mais sofrem com a pirataria. O diferencial do produto original da Samsung é a impressão feita a laser no cartão. Na maioria das vezes, os dispositivos de armazenamento piratas da marca possuem uma estampa mal feita, deixando a fonte do nome da marca mais grossa e o número que corresponde à capacidade de armazenamento diferente do estilo mais delicado visto nos cartões SD originais. As cores também apresentam falhas, enquanto a lateral do cartão original é branca, os falsificados são feitos de um material tão inferior e sem esse acabamento detalhado.

SanDisk

Os cartões SD originais da SanDisk possuem uma textura do material que parece ser áspera, porém, no toque é possível perceber que ela é lisa. Os cartões originais também possuem uma etiqueta colada com informações, e não impressas diretamente no material. E um detalhe bastante importante é que o nome da marca está impresso embaixo do relevo na parte traseira do cartão.

Kingston

Já a Kingston utiliza estampas variadas para cada segmento de cartão, mas utiliza uma marca de autenticidade em todos os seus dispositivos. A fabricante desenvolveu dois tipos de selos de segurança, que são: as tecnologias Color Shift ( que mudam de or) e Phantom (fantasma). Justamente por ter identificado o comércio paralelo de produtos falsificados se passando pela marca.

De acordo com o site da Kingston, o color shift se diferencia pela mudança de cor no rótulo ou na gravação do dispositivo de armazenamento, que passa de verde oliva para rosa de acordo com o movimento e ângulo de observação. Veja como funciona no vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=DZztGUvydgM

A outra tecnologia para atestar que o produto é original fabricado pela Kingston segue na mesma direção. O interessado deverá observar o produto com uma certa distância e movimentá-lo levemente para que possa visualizar na área correspondente um efeito que exibe a letra K ou o logo da marca, que é uma cabeça no objeto. Entenda vendo o vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=0tFf--2EgMM

Valores, embalagem e perda de dados

Os produtos piratas também se caracterizam pela embalagem tosca e pelo mal desempenho. Emabalagens com impressões com cores ou fontes diferentes das usadas pela marca original já é um bom sinal para não levá-lo para casa. O cartão SD de origem duvidosa, na maioria das vezes também não informam na impressão da embalagem qual a capacidade de armazenamento do dispositivo. por isso, quando alguém pensa que está comprando, por exemplo, um cartão SD de 64 GB, pode estar levando um produto com uma capacidade muito inferior ou até mesmo zero, o que pode ocasionar na perda de arquivos e na impossibilidade de armazenar mais material quando o limite mais baixo for atingido.

Outro grande problema é a velocidade de leitura e gravação do cartão falsificado, que, até em smartphones e tablets com sistemas operacionais mais simples, tornam quase impossível o uso devido à lentidão que o cartão causa.

Valores muito abaixo do preço de mercado também é uma outra dica que você deve ficar de olho. Para se ter lucro, um vendedor de produtos originais pode vender o dispositivo de armazenamento com um desconto de 5 a 10%. Se o produto tiver muito barato com uma margem de descontos maior que 20 ou 30 % desconfie.

Ao comprar um cartão SD, esteja atento às dicas acima, compare os preços na internet antes, confira sempre os sites das fabricantes, ou páginas confiáveis e leia o feedback de outros compradores. peça a nota fiscal na hora da compra, para não ter problemas maiores futuramente e poder trocar o cartão, ou até mesmo devolvê-lo. Exija os seus direitos de consumidor. Produto falsificado é crime.