Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Como escolher um mouse gamer

Por| Editado por Léo Müller | 21 de Fevereiro de 2022 às 17h21

Link copiado!

Erick Teixeira/Canaltech
Erick Teixeira/Canaltech
Tudo sobre Logitech

Mouses estão entre os periféricos mais importantes quando falamos de computador, principalmente os gamer. Esses acessórios, se bem comprados, fazem a diferença nas partidas dos jogos competitivos, ainda mais quando precisão e habilidade são confiadas a um dispositivo tão pequeno e tão importante.

Mas é natural que existam muitas dúvidas de qual modelo adquirir. Entre opções com e sem fio, com botões laterais, diferentes números de DPI e outras características, o Canaltech traz esse guia para te ajudar a escolher um mouse gamer perfeito para seu uso. Confira na nossa matéria.

Mouse com ou sem fio?

Continua após a publicidade

Há alguns anos, não era nada incomum você ouvir de um jogador casual ou profissional sobre o tanto que mouses sem fios eram ruins. Alta latência, cliques não registrados e outras reclamações semelhantes eram bastante comuns sobre esse tipo de acessório. Mas a boa notícia é que isso mudou há algum tempo.

Hoje, é possível encontrar esse tipo de periférico wireless com o mesmo desempenho e performance de um cabeado. Logo, você deve se perguntar qual deles seria o mais aconselhável para seu perfil, não é mesmo?

Basicamente, existem algumas perguntas que você deve fazer antes de tomar essa escolha:

  • Eu utilizo meu mouse somente em casa ou o transporto com frequência?
  • Fios me incomodam ou esqueço que eles existem?
  • Tenho disponibilidade de portas USB-A para conectar o receptor?
  • O quanto eu me incomodo com a necessidade da recarga da bateria ou troca das pilhas?
  • Preço é um ponto-chave ou não me importo em gastar um pouco mais?

Esses questionamentos são bastante pertinentes, já que mouses com e sem fio possuem características bem semelhantes, prevalecendo o gosto pessoal do usuário antes de qualquer outro ponto.

DPI: o que é isso?

Você certamente já deve ter ouvido falar em DPI, não é mesmo? E, apesar de parecer difícil, é mais simples do que parece. Explicando de forma bem direta e resumida, o DPI (pontos por polegada linear) é o padrão utilizado para medir a sensibilidade do mouse.

Continua após a publicidade

Em outras palavras, ele faz com que o movimento da seta seja mais sensível durante a movimentação, sendo essa uma característica muito importante quando falamos sobre jogos em geral.

Normalmente, mouses gamer costumam ter esse número bem alto, já que são feitos para lidarem com muita precisão durante seu uso. Logo, sempre que for comprar esse tipo de periférico para jogos, priorize os que tem um bom número de DPI.

Switch mecânico e óptico: qual a diferença?

Continua após a publicidade

Sei que em um primeiro momento esse tópico causa estranhamento, afinal, somos acostumados a ouvir sobre “switch” em outro contexto, mais especificamente, nos teclados mecânicos.

Porém, o mecanismo óptico tornou-se uma alternativa entre esses dispositivos, prometendo maior segurança e menor latência no registro dos cliques.

A Razer — uma das primeiras empresas a lançar esse tipo de produto — tem em seu catálogo o mouse Viper. Segundo a marca, o tempo entre a ação e a resposta do clique é de 0,2 segundos, número bem atrativo para quem joga.

Todavia, isso não quer dizer que os mouses de switch mecânico sejam ruins. Existem muitos fabricantes confiáveis com versões bem construídas e duráveis. A Logitech, por exemplo, garante até 10 milhões de cliques no G403 HERO, durabilidade essa mais que suficiente para um bom uso do produto, além de tempo de resposta de 1 ms.

Continua após a publicidade

Logo, a escolha entre eles fica, basicamente, em comparar o modelo que mais agrada em material, design e preço.

Design e Ergonomia

O formato dos mouses é outro ponto bem importante na hora da escolha. Existem modelos feitos para quem é destro (mão direita), canhoto (mão esquerda) ou ambidestro (para as duas mãos).

Continua após a publicidade

Eu, por exemplo, sou destra e prefiro mouses que tenham essa característica na construção. Já cheguei a utilizar mouses que serviam para as duas mãos, mas não me adaptei muito bem.

O tamanho é outra parte primordial para o conforto e adaptação. No geral, os modelos costumam ter medidas bem aproximadas, mas dependendo da quantidade de botões e funções extras, isso pode mudar.

O tipo da “pegada” também é importante. As pessoas costumam usar algum desses três tipos: claw (dedos com formato de “garra”, apoiando a base da mão); fingertip (somente a ponta dos dedos); e palm (a palma e os dedos totalmente encostados).

A partir disso, existem alguns modelos específicos para cada uma dessas formas. Sempre pesquise antes de comprar para encontrar o melhor para o seu perfil.

Continua após a publicidade

Botões extras: para que servem?

Os botões extras são importantes quando falamos do mouse gamer. Existem diferentes tipos de jogos por aí, bem como diferentes jeitos de se beneficiar desse tipo de característica.

Normalmente, os games do tipo MMORPG exigem que o usuário use muitas habilidades diferentes ao mesmo tempo, logo, esses botões extras podem ser uma vantagem.

Continua após a publicidade

Já nos FPS, existem jogadores que preferem recarregar a munição através deles, ou mudar algum tipo de configuração padrão do jogo para esses novos botões.

Há também quem prefira fazer o de macros, mas vale lembrar que esse tipo de prática é ilegal e não recomendável, já que sua conta pode ser banida por trapaça.

Assim como nos outros tópicos, o uso do botão depende, diretamente, do perfil do usuário e do que ele pretende fazer com eles. Por fim, esperamos que esse guia te ajude a escolher o seu próximo mouse gamer.

Continua após a publicidade

E se você está realmente em busca de um novo mouse gamer, acompanhe o Canaltech Ofertas para ser informado quando alguma boa promoção surgir na internet.