Chinês que contrabandeava produtos da Apple é condenado a 37 meses de prisão

Por Se Hyeon Oh | 31 de Julho de 2019 às 21h20

O departamento de justiça dos EUA sentenciou o chinês Jianhua "Jeff" Li, de 44 anos, que estava vivendo no país, a 37 meses de prisão pela participação em um esquema de tráfico de produtos da Apple, que incluíam iPhones e iPads falsificados. Ainda, o meliante terá de ficar um ano sob liberdade condicional supervisionada após o término de sua “estadia” na prisão.

Foi constatado que, durante entre julho de 2009 e fevereiro de 2014, mais de 40 mil dispositivos eletrônicos e acessórios, além de etiquetas falsas e embalagens com marcas registradas da Apple, foram traficados e contrabandeados da China para os EUA. De acordo com o departamento de justiça do país, a quadrilha foi cuidadosa em alguns pontos para evitar a detecção do crime pela alfândega, envolvendo medidas como o envio de rótulos falsos separadamente aos produtos falsos da Apple.

O esquema se dava pelo envio de dispositivos para conspiradores em todo os EUA, de forma que o lucro obtido pelas vendas era depositado para contas de outros membros localizados na Flórida e em Nova Jersey, além de uma parcela que era transferida para a Itália para despistar as autoridades. Ainda segundo a agência, mais de US$ 1,1 milhão (R$ 4,19 milhões em conversão direta) de receita de vendas foram transferidos de contas dos EUA para contas que Li controlava no exterior.

Li, que estava morando nos EUA com um visto de estudante, se declarou culpado na corte de Nova Jersey e foi sentenciado nesta terça (30). Andreina Becerra, Roberto Volpe, Rosario LaMarca, entre outros integrantes da quadrilha, se declaram culpados também. Becerra, condenado em outubro de 2018, recebeu três anos de liberdade condicional; Volpe ficou 22 meses na prisão e também foi condenado na época; LaMarca foi condenado a 37 meses de prisão em julho de 2017.

Fonte: CNETMac Magazine

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.