Apple anuncia cartão de crédito próprio sem taxas e com vantagens para usuários

Por Thaís Augusto | 25 de Março de 2019 às 16h42
Reprodução / Apple
Tudo sobre

Saiba tudo sobre iPhone

Ficha técnica

A Apple anunciou nesta segunda-feira (25) o Apple Card, um cartão de crédito virtual para usuários do iPhone. A empresa promete melhorar a experiência dos consumidores com um aplicativo de gestão financeira pessoal.

O serviço utilizará informações do Apple Maps para registrar onde uma compra foi realizada e inteligência artificial para traduzir os nomes fantasia de estabelecimentos comerciais. Assim, os usuários saberão exatamente onde gastaram seu dinheiro. O recurso não é comum entre as emissoras de cartão de crédito. As compras do consumidor também serão divididas por categoria, como alimentação e entretenimento.

O Apple Card chegará ao público no segundo trimestre de 2019. A interface do aplicativo será intuitiva para que o acesso aos dados revelantes possa ser realizado rapidamente.

A Apple também anunciou uma forma mais flexível para o pagamento do cartão de crédito. O usuário poderá decidir se quer quitar suas faturas semanal, quinzenal ou mensalmente – liberando o limite de crédito mais rápido.

Apple apresentou nesta segunda-feira (25) o Apple Card, cartão de crédito para usuários do iPhone. Imagem: Reprodução / Apple

Toda vez que um usuário faz uma compra com o Apple Card, ele recebe 2% do valor da compra de volta. O sistema está sendo chamado pela Apple de Daily Cash, mas funciona da mesma forma que o cashback. Compras realizadas em lojas oficiais da empresa devolvem um percentual de 3% aos usuários, que poderão utilizar o dinheiro como preferirem.

A empresa adiantou que o cartão de crédito da Apple não cobrará taxas de utilização, nem para compras internacionais. Já suas taxas de juros prometem ser mais baixas do que a de cartões tradicionais. Para viabilizar o serviço, foi realizada uma parceria com o banco Goldman Sachs. Já o processamento dos pagamentos será feito pela MasterCard.

O Apple Card funcionará integrado ao Apple Pay. Usuários poderão completar transações ao aproximar o smartphone da maquininha de cartão.

Cartão físico

A Apple também disponibilizará aos usuários um cartão físico. A ideia é que ele possa ser utilizado em comércios locais que não aceitam o pagamento digital. As compras realizadas com o cartão físico receberão apenas 1% de Daily Cash.

O cartão de crédito não contará com número específico, data de vencimento ou código de segurança para dar mais segurança aos clientes.

O serviço também promete mais privacidade ao usuário a cada transação. A Apple afirmou que seus clientes "não são o produto". Isso significa que não serão coletados nem vendidos dados pessoais. O Goldman Sachs também não compartilhará detalhes da transação com terceiros.

Ainda segundo a empresa, os cartões poderão ser solicitados diretamente pelo iPhone, com aprovações rápidas.

O Apple Card foi projetado para complementar as opções de pagamento existentes da empresa. A expectativa também é substituir outros cartões de crédito que possam estar na carteira do usuário – o movimento será sentido por emissores de cartão de crédito, embora o objetivo final seja aumentar a participação da Apple nos dólares gastos por seus usuários.

Fonte: Venture Beat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.