O que é FSB?

Por Redação

FSB é a sigla para Front Side Bus, que significa barramento frontal, o responsável pela comunicação e transferência de dados entre a CPU e a North Bridge da placa-mãe. Refere-se basicamente ao caminho de comunicação do processador com o chipset da placa-mãe, sendo que geralmente é utilizado quando existe menção ao clock externo do processador.

Este barramento, juntamente com a memória cache, pode ser acessado de maneira muito mais rápida do que a RAM do sistema. Sendo assim, a largura de banda, ou o throughput teórico máximo do barramento frontal, é especificado pelo produto da largura da vida de dados, além da frequência de clock e a quantidade de transferências de dados realizadas por ciclo de clock.

É a frequência do clock FSB que irá determinar como será o desempenho da placa-mãe e do processador de uma máquina. Isso, consequentemente, define se o desempenho de todo o computador será bom ou se apresentará problemas. O motivo disso é que o processamento precisa passar por várias etapas.

A quantidade de transferências realizadas por ciclo de clock é determinada pela tecnologia utilizada. Na GTL+, por exemplo, é possível notar uma transferência/ciclo, enquanto que na EV6 é possível duas transferências/ciclo e a AGTL+ tem capacidade de realizar quatro transferências/ciclo. Esta última é denominada pela Intel de Quad Pumping.

Muitos fabricantes atualmente não anunciam a capacidade do FSB em megahertz (MHz) na frequência do clock, mas sim em megatransfers por segundo (na sigla MT/s). O motivo disso é que a frequência real é especificada pela quantidade de transferências que podem ser feitas em cada ciclo de clock.

O ajuste da frequência do FSB é associado diretamente a frequência de funcionamento da memória utilizada em um sistema. Por meio do barramento de memoria, a RAM é conectada a North Bridge, assim como o barramento frontal conecta a CPU e o North Bridge. Visto que frequentemente ambos trabalham na mesma frequência, o aumento da frequência do barramento frontal significa, na maioria dos casos, um aumento de frequência da memória. Levando isso em consideração, é importante notar que qualquer megahert acrescido no FSB terá um valor muito alto para o processador e a memória RAM.

Nos sistemas atuais é possível verificar a memória em 4:5 e em proporções idênticas. Isso significa que a memória irá funcionar 4 ou 5 vezes mais veloz do que o FSB. Um barramento de 133 MHz, por exemplo, pode operar a memória em 166 MHz, fazendo parte de um processo denominado de sistema "assíncrono".

Configurar o Front Side Bus em níveis elevados demais pode significar uma ameaça para o seu processador, pois a placa-mãe é quem controla o FSB e ela possui um valor máximo estimado em 10% do que o FSB suporta.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.