O fim da TV de tubo: última empresa do mercado para de produzir as caixonas

Por Redação | 03 de Dezembro de 2012 às 17h43

A Mitsubishi finalmente cedeu à produção de telas flat e, para tristeza dos adeptos do estilo vintage, cessará a produção dos grandes televisores de tubo.

Com a saída da Samsung há três anos, a Mitsubishi seguia sozinha no segmento dos tubos de imagem. Empresas como Sony e Hitachi deixaram a produção destes aparelhos há muito mais tempo. Agora, para colocar um ponto final na história das TVs de tubo, a Mitsubishi também abandonou a antiga tecnologia.

A japonesa parece ter "acordado" e está, agora, focada em produzir telas planas e a competir pra valer nesse mercado. Além disso, outro alvo da empresa, agora, é o mercado profissional e os projetores para home theater, com foco principal nos Estados Unidos. Com o passar dos anos, a tecnologia aprimorou bastante os modelos de televisores: eles estão cada vez mais finos, maiores e com melhor definição. E a Mitsubishi entendeu isso de uma vez por todas.

Além de tudo, TVs flat (com tela de LCD ou LED) tornam-se mais baratas a cada ano. Em outras palavras, não havia mais nenhum motivo que fizesse com que a Mitsubishi continuasse insistindo em fabricar tubos de imagem.

Se você ainda tem uma antiga televisão de tubo de imagem em sua casa, pode começar a tratá-la como relíquia. Quem sabe, daqui alguns anos, ela não venha a ser um artigo raríssimo, a ponto de custar um bom dinheiro para colecionadores?

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.