Europa libera uso de celulares durante o voo

Por Redação | 26 de Setembro de 2014 às 16h00

A Europa será o primeiro continente a voltar a permitir que os usuários utilizem celulares, tablets e outros dispositivos conectados durante o voo. Nesta sexta-feira (26), a EASA (European Aviation Safety Agency) revogou a norma que exige o desligamento ou, pelo menos, a colocação de tais aparelhos em “movo avião” durante as viagens.

A mudança vem como parte de um esforço para incentivar os passageiros a continuarem conectados durante o percurso. Além do retorno da permissão, também fazem parte da iniciativa programas de instalação de Wi-Fi gratuitos em aeronaves e salas de embarque, além da instalação de antenas nas proximidades de aeroportos para garantir que os usuários do sistema não percam o sinal enquanto aguardam para embarcar.

Agora, a mudança precisa ser aplicada por cada companhia aérea, e fica a cargo delas deixar ou não que os usuários utilizem os gadgets durante o voo. Para isso, todas devem passar por verificações e análises para garantir que seus sistemas de comunicação e controle não sofrem interferências pelo sinal de smartphones ou tablets. Apenas com essa aprovação é que a utilização dos aparelhos será autorizada.

Mesmo com a permissão, por questões de segurança, os passageiros serão instruídos a bloquearem e guardarem os aparelhos eletrônicos durante decolagens e aterrissagem. Aqui, a norma tem a ver com a proteção deles mesmos, que precisam estar alertas durante os procedimentos e a postos em caso de qualquer emergência.

A decisão abre um novo precedente para uma questão que já é bastante antiga e envolve até mesmo dúvidas sobre a existência ou não de interferências desse tipo. Além disso, vem como uma medida para aumentar a comodidade dos passageiros, que mesmo a bordo, podem continuar checando emails, trabalhando ou utilizando serviços de streaming, por exemplo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.