Apple vai reembolsar US$ 32,5 mi para clientes que compraram apps por engano

Por Redação | 16 de Janeiro de 2014 às 14h52

Uma decisão da comissão federal de comércio dos Estados Unidos vai obrigar a Apple a devolver US$ 32,5 milhões para seus usuários. O valor é oriundo de compras in-app, realizadas principalmente em aplicativos voltados para as crianças e sem a autorização expressa dos pais e proprietários das contas de usuário.

De acordo com o parecer da justiça, a Apple não apresentou informações suficientes em sua loja online sobre a possibilidade de compras adicionais. Ao inserirem a senha para a aquisição original de um jogo, por exemplo, os pais não eram informados que a mesma validação permitiria também a aquisição de itens ou outras expansões por dentro do próprio aplicativo, sem autorização expressa.

A comissão considerou a prática de cobrança da Apple como irregular e ordenou o estorno imediato do valor a todos os afetados. Além disso, a justiça americana lembrou que as mesmas regras de defesa ao consumidor existentes em lojas físicas também se aplicam ao ambiente online, o que resultou em dezenas de milhares de reclamações registradas sobre o assunto.

Segundo reportagem do jornal The New York Times, a Apple já havia tomado medidas antes para garantir o reembolso a todos que se sentissem lesados pela prática. A empresa também confirmou o recebimento de 37 mil reclamações sobre o assunto e, em comunicado, afirmou que tem a proteção das crianças como sua principal preocupação.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.