Review Edifier TWS1 Pro | Fone Bluetooth agradável com bateria gigante

Por Diego Sousa | Editado por Léo Müller | 10 de Janeiro de 2022 às 17h30
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

O Edifier TWS1 Pro é um fone Bluetooth de entrada que traz alguns diferenciais muito interessantes, como bateria de 42 horas, promessa de baixa latência e som agradável. Será que ele vale a pena na faixa dos R$ 350? Respondo para você neste review.

Antes de começarmos, aviso sempre que, caso você se interesse pelo Edifier TWS1 Pro ao final desta análise, deixaremos links de compra confiáveis para você adquiri-lo. Vamos nessa?

Prós

  • Design agradável
  • Bateria muito durável
  • Carregamento rápido
  • Conectividade

Contras

  • Som pode não agradar a todos
  • Alta latência em jogos e comandos
  • Microfone

Construção e design

A Edifier decidiu não mexer em time que está ganhando e manteve o design do TWS1 na versão Pro. Ele tem formato intra-auricular — que entra no canal auditivo — e é visualmente semelhante ao Samsung Galaxy Buds, sendo bem discreto no ouvido.

Para não dizer que o Edifier TWS1 Pro é idêntico ao modelo padrão, na versão Pro temos um corpo de borracha com uma aparência mais fosca, diferente da aparência brilhante do irmão.

Fones adotaram aparência mais fosca, em vez do brilhante do Edifier TWS1 (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Além disso, infelizmente a marca não repetiu as opções de cores do TWS1, que eram um diferencial para quem procurava fugir do padrão. Por aqui, temos somente o cinza-escuro — o qual testamos — e o rosa, que, na verdade, está mais para um bege.

Nos ouvidos, o Edifier TWS1 Pro me agradou bastante, passando segurança e conforto mesmo quando usado por longos períodos. Eu me exercitei e trabalhei com ele nos ouvidos por alguns dias e quase nem percebia estar o usando.

Por falar em exercícios, o fone possui proteção contra respingos d'água e poeira, ou seja, ele consegue resistir a suor, chuva mais moderada e até uma trilha mais pesada.

A ponteira de silicone padrão do fone Bluetooth da Edifier já foi suficiente para me proporcionar um isolamento de ruído passivo ótimo, mas é possível trocá-la entre outras duas opções de tamanhos.

O estojo de carregamento do TWS1 Pro, por sua vez, é de plástico fosco e até que bem leve considerando sua bateria gigante. Eu só achei ele um pouco robusto, deixando o transporte em bolsos de calças e bermudas um pouco ruim.

Estojo de carregamento do Edifier TWS1 Pro é leve, porém faz um volume no bolso (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

O acessório ainda conta com um conector USB-C na parte traseira, em vez do micro USB do TWS1. Com isso, o carregamento dos fones ficou muito mais rápido.

Botões e comandos

O Edifier TWS1 Pro tem uma série de funções de toque dependendo do earbud e da sequência de comandos.

O fone esquerdo, por exemplo, atende chamada, reproduz e pausa uma música apenas com um toque. Um toque duplo retrocede uma faixa, enquanto se mantiver o botão pressionado é possível desligar uma chamada e diminuir o volume do aparelho.

Com relação ao fone direito, é possível atender chamadas e tocar uma música com um toque simples. Dois toques avançam uma faixa, enquanto um toque longo aumenta o volume e desliga uma chamada.

"O TWS1 Pro não mexe em time que está ganhando e traz o mesmo design do TWS1, apenas alterando o acabamento brilhante por um fosco que, particularmente, achei mais interessante."

— Diego Sousa

Conectividade e recursos extras

O Edifier TWS1 Pro tem conexão Bluetooth 5.2, incomum em fones Bluetooth mais simples, e promete maior estabilidade e pareamento mais rápido.

De fato, nos meus testes o fone da Edifier não decepcionou nesse quesito. Para conectá-lo, bastou tirá-lo da case para o smartphone reconhecê-lo rapidamente. Eu pude andar livremente pela minha casa com os fones longe do celular sem problemas de conexão.

Entretanto, ele mostra ser mais básico ao não trazer um aplicativo dedicado. Isso não chega a ser um problema, já que estamos falando de um fone Bluetooth mais barato. Além disso, a Edifier tenta compensar essa ausência com alguns recursos teoricamente interessantes.

O Edifier TWS1 Pro tem muitos recursos interessantes, porém alguns não funcionam muito bem (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

O Qualcoom True Wireless Mirroring é o mais legal. Resumidamente, ele faz com que apenas um dos earbuds seja conectado com o smartphone, então o sinal é espelhado para o outro fone. Com isso, você pode guardar um dos fones na case e continuar ouvindo músicas, por exemplo.

Outro recurso que a Edifier destaca em suas comunicações é o redutor de ruído Qualcomm CVC8.0, para chamadas de voz mais claras.

Infelizmente, não notei uma melhoria muito significativa no microfone do modelo em relação a outro fone sem a solução. O TWS1 Pro tem uma supressão considerável na captação do áudio, deixando a voz metalizada, e ainda permite a entrada de muitos barulhos.

A solução Qualcomm aptX Adaptive, por sua vez, promete reduzir a latência em jogos e comandos. Nos meus testes, no entanto, percebi exatamente o contrário. Em games como Sonic Forces, o atraso foi muito perceptível e prejudicial à jogatina.

Eu não sei se foi um problema específico da unidade de testes, mas não é comum um fone com a tecnologia aptX Adaptive da Qualcomm mandar tão mal nesse quesito.

Qualidade de som

Eu não posso dizer que o som do Edifier TWS1 Pro é ruim, mas acredito que ele não faça o meu perfil por ser muito aberto.

Todas as frequências são bem definidas, porém senti que os médios e agudos se sobressaíram um pouco sobre os graves, resultando em uma experiência, pelo menos para mim, sem graça.

Essa sensação ficou muito presente enquanto ouvia rock, como "A Little Peace Of Heaven", do Avenged Sevenfold, já que conseguia ouvir com clareza a guitarra e o prato, enquanto os graves do bumbo e do baixo ficaram apagados.

Particularmente, prefiro tons baixos um pouco mais encorpados, como acontece em alguns fones da JBL. Para quem gosta de modelos mais equilibrados nesse sentido, no entanto, o modelo da Edifier dá conta do recado.

O TWS1 Pro tem um perfil de som mais aberto que não me agradou muito, mas não é ruim (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Em outros gêneros, o Edifier TWS1 Pro não decepciona. No pop, "Applause", da Lady Gaga, tem batidas enérgicas e sintetizadores bem definidos. Os vocais também são claros, principalmente os femininos.

Também percebi que, em gêneros em que geralmente há muitos elementos artificiais, como synth pop, indie pop, hip hop e eletrônica, o TWS1 Pro mandou bem ao priorizar os efeitos e as batidas.

Outro ponto positivo do fone da Edifier é que a qualidade do som se mantém mesmo no volume máximo. Ele não é tão alto, portanto o som não soa estridente, e mesmo no pop mais genérico pude distinguir todos os elementos perfeitamente.

"O Edifier TWS1 Pro tem um perfil mais aberto que pode soar um pouco sem graça em alguns ouvidos, mas as frequências são bem definidas. Particularmente, gosto mais dos graves um pouco mais encorpados dos fones da JBL e do próprio Edifier X3."

— Diego Sousa

Bateria

A Edifier promete uma autonomia muito interessante ao TWS1 Pro: até 42 horas, sendo 30 horas do estojo de carregamento e 12 horas dos fones.

Nos meus testes, reproduzindo músicas com o volume em 60% durante quase um dia inteiro, os fones descarregaram após cerca de 10 horas. É um tempo impressionante, mesmo que abaixo do prometido, e acima de muitos modelos de mesma faixa.

O carregamento dos earbuds também é bastante rápido e você consegue visualizar através do estojo.

Quando o acessório emitir três flashs longos, o nível de bateria deve estar entre 80% e 100%. Dois flashs longos, por sua vez, indicam uma porcentagem de carga entre 50% e 80%. Apenas um flash longo mostra que a bateria ainda deve estar entre 20% e 50%, enquanto um flash curto indica até 10% de carga.

Concorrentes diretos

O Edifier TWS1 Pro é um fone de ouvido básico com um pé na categoria intermediária. Seu preço no varejo de cerca de R$ 350 é interessante, porém já dá para encontrar modelos melhores nessa faixa.

Um deles é o Redmi Buds 3 Pro, também conhecido como AirDots 3 Pro. Ele gira em torno dos R$ 350, mas já conta com cancelamento de ruído, construção mais interessante e um som mais agradável — aos meus ouvidos, pelo menos.

O próprio X3 também é uma boa alternativa do TWS1 Pro no portfólio da Edifier. Ele é quase duas vezes mais barato que o irmão e entrega um som mais encorpado, algo que priorizo bastante.

A bateria dele também é boa, podendo chegar a até um dia com o estojo de carregamento, embora não supere às 42 horas do TWS1 Pro.

Vale a pena comprar o Edifier TWS1 Pro?

Se você curte um som mais aberto, o Edifier TWS1 Pro é um dos melhores fones Bluetooth baratinhos com esse perfil à venda no Brasil.

Ele tem frequências muito bem definidas, vocais cristalinos e não soa estridente mesmo no volume máximo. Minha única crítica relacionada ao som vai para os graves, que podem ser tímidos principalmente em canções de rock.

O design do TWS1 Pro é ótimo, sendo muito indicado para quem pratica exercícios, pois seu encaixe é perfeito e não dá sinais de insegurança.

O Edifier TWS1 Pro é um bom fone, mas poderia custar um pouco menos (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Infelizmente, algumas promessas de recursos não foram cumpridas na minha unidade de teste, como a de latência reduzida e chamadas de voz com menos ruído.

Ainda assim, eu recomendaria o fone de ouvido Bluetooth da Edifier, mas somente se ele custasse menos de R$ 300. Isso porque, em sua mesma faixa de preço, já temos o acertado Redmi Buds 3 Pro com cancelamento de ruído e som mais agradável.

Além disso, se seu perfil for mais fechado, o modelo X3, da própria Edifier, pode ser uma boa alternativa ao TWS1 Pro. Apesar da bateria menor e dos recursos mais simples, ele tem uma qualidade sonora interessante e pode custar menos de R$ 200.

E aí, gostou do Edifier TWS1 Pro? Então confira no link abaixo uma oferta que preparamos para você!