Fabricantes de notebooks entram no mundo das telas dobráveis

Por Se Hyeon Oh | 21 de Maio de 2019 às 09h19

O início de 2019 foi marcado pelas revelações dos tão aguardados smartphones dobráveis, mas, por diversas razões diferentes, o Galaxy Fold e o Huawei Mate X sofrem para poder, de fato, chegar ao mercado. Aproveitando-se do hype em torno da novidade, e aproveitando do fracasso que o mundo mobile vem enfrentando, as fabricantes de notebooks parecem estar querendo entrar nesse mundo. Isso porque empresas consagradas do mercado, como o Lenovo, já demonstraram planos de lançar um produto do tipo.

Na semana passada, a Lenovo exibiu um protótipo do ThinkPad X1, um notebook com tela de 13,3 polegadas que diminuirá pela metade quando dobrado, visando fazer com que o eletrônico acompanhe o dia-a-dia do usuário em todos os momentos possíveis. Apesar de ser um produto com um conceito diferente e interessante, esse fator faz com que o tradicional teclado tátil seja removido, tornando-se um dos maiores pontos de resistência dos possíveis consumidores.

Vale lembrar que, apesar do grande interesse das pessoas perante aos produtos do tipo, os problemas que os smartphones dobráveis vêm apresentando fazem com que o público acabe ficando com um pé atrás na hora da escolha da compra. O Galaxy Fold, por exemplo, apresentou falhas de resistência tão problemáticas que a Samsung, apesar de estar pensando em “relançar” o aparelho corrigido em junho, não confirmou nenhuma data definitiva.

Mesmo assim, é interessante notar que as empresas estão se dedicando em aprimorar a tecnologia de tela dobrável, de forma que ela não se limita apenas ao universo dos smartphones, alcançando até mesmo os notebooks. Pelo visto, é uma questão de tempo até que essa tecnologia acabe se tornando um padrão no mercado, de forma que o momento atual parece ser uma espécie de “período de transição”.

Fonte: Tech Crunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.