Toshiba cria plano para recomprar ações de sua divisão de chips de memória

Por Thaís Augusto | 20 de Maio de 2019 às 22h30
Tudo sobre

Toshiba

Saiba tudo sobre Toshiba

Ver mais

A Toshiba quer recomprar sua divisão de chips de memória que havia sido vendida por US$ 17,7 bilhões ao consórcio Bain Capital, formado pelas empresas Apple, Dell, Kingston e Seagate. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (20) pelo The Wall Street Journal.

Mesmo com o negócio, a Toshiba permaneceu com 40% da propriedade da unidade de chips. O acordo inicial foi fechado com a Bain Capital para evitar a aquisição da unidade pela Western Digital, o que reduziria a concorrência do mercado.

Na época, o dinheiro oriundo da venda foi destinado para a recuperação financeira da usina nuclear Westinghouse Electronic, adquirida pela Toshiba em 2006 com a promessa de abrir as portas do lucrativo mercado nuclear. No entanto, a usina entrou em processo de falência com perdas estimadas em mais de US$ 9 bilhões depois de 11 anos de operação pela Toshiba.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Agora, depois do período de turbulência, a Toshiba conseguiu um empréstimo de US$ 11,8 bilhões com bancos do Japão para recomprar as ações do Bain Capital e recuperar o controle da unidade. Vale ressaltar que, depois da compra, a Bain Capital continuará a ser a acionista majoritária da unidade de chips de memória da Toshiba.

Já as empresas participantes do consórcio não poderiam estar mais satisfeitas: com o investimento de apenas 12 meses, as estimativas apontam que o quarteto Apple, Dell, Kingston e Seagate conseguirão um lucro de centenas de milhões de dólares. Especificamente para a Apple, o montante deve ajudar a empresa a fechar as contas do trimestre no azul.

Ainda de acordo com o WSJ, a Toshiba também pretende se tornar uma empresa pública e negociar suas ações na bolsa de Tóquio até o começo de 2020.

Fonte: 9To5Mac, Applesfera, MacRumors

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.